CP investe em 22 novos comboios para o serviço regional

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, fala aos deputados da Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas , durante a audição sobre a TAP (requerimento do PCP), sobre a estratégia do Governo para a gestão dos pórticos rodoviários (requerimento PSD/CDS-PP) e sobre a fusão da REFER, EPE, e da Estradas de Portugal, SA, na Infraestruturas de Portugal, SA (requerimento do BE) , na Assembleia da República, Lisboa, 20 de janeiro de 2016. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Os novos comboios para o serviço regional irá custar cerca de 170 milhões de euros

O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira o plano da CP para a compra de 22 novos comboios para o serviço regional, que vão chegar entre 2023 e 2026. Esta aquisição, ao abrigo de um concurso público internacional, irá custar 168,21 milhões de euros e será financiada através de fundos europeus e do Fundo Ambiental. O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, considera que esta é uma “medida absolutamente estrutural” para o futuro da CP. “Aprovámos a aquisição de 22 novas unidades para a CP para as linhas regionais. A entrega será feita entre 2023 e 2026”, adiantou o ministro Pedro Marques durante a conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros.

Lusa

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies