Oliveira do Hospital. Etapa da 26ª Volta a Portugal do Futuro e “Biblioteca no Largo”

26ª Volta a Portugal do Futuro com as expetativas centradas na subida ao monte do Colcurinho

Oliveira do Hospital recebe na próxima quinta-feira, dia 6 de agosto,  a segunda etapa da 26ª Volta a Portugal do Futuro Liberty Seguros que, este ano, promete grande  grande espetáculo com a subida do pelotão ao icónico Monte do Colcurinho, a mais de 1200 metros de altitude.

Esta etapa, com 136 quilómetros,  inclui contagem de montanha de primeira e de segunda categoria e terá uma partida simbólica, às 11h50, no centro da cidade de Oliveira do Hospital, sendo que a partida real está agendada para as 12h00, na EN 17, junto ao cruzamento para as Caldas de São Paulo.

De seguida, os atletas rumam em direção ao Vale do Alva e sobem posteriormente à Catraia de São Paio, para percorrerem diversas freguesias da zona norte do concelho, incluindo uma passagem pelo Arco Romano de Bobadela.

Da parte da tarde, os concorrentes regressam ao Vale do Alva, com uma incursão em Avô, por volta das 15h00, e é na Ponte das Três Entradas que começa aquele que é porventura o maior desafio desta 26ª Volta a Portugal do Futuro – a subida ao monte do Colcurinho, onde estará instalada a meta final –, com passagem por Aldeia das Dez e pelo santuário de Nossa Senhora das Preces, em Vale de Maceira.

A chegada ao monte mais alto do concelho de Oliveira do Hospital, e que constitui uma grande estreia neste tipo de competição, está prevista para as 15h41.

Sublinhando que Oliveira do Hospital é um município habituado a estar no palco dos grandes eventos, o presidente da Câmara Municipal, José Carlos Alexandrino, refere que é sempre altamente prestigiante para Oliveira do Hospital voltar a receber este grande evento do ciclismo nacional, que tem um impacto muito positivo ao nível da promoção do território e da dinamização da economia local.

O autarca frisa também que esta segunda etapa desenrola-se quase na sua totalidade no concelho de Oliveira do Hospital, e mostra-se muito confiante na importância que terá a chegada do pelotão ao monte do Colcurinho – um sítio único de onde se avista uma das mais belas paisagens de Portugal, refere.

As Equipas que lutam pelas Camisolas

A 26ª Volta Portugal do Futuro Liberty Seguros é reservada a atletas da categoria Sub-23 e podem participar equipas Continentais e equipas de Clube. Cada formação pode participar na prova com um número mínimo de cinco corredores e um máximo de sete, entre os 19 e os 23 anos (feitos até 1 de janeiro de 2018). Já confirmaram presença 10 formações.

Às equipas portuguesas MIRANDA–MORTÁGUA, Liberty Seguros/Carglass, Sicasal/Constantinos/Delta Cafés, Fortunna/Maia, Jorbi-Team José Maria Nicolau, ACDC Trofa/Trofense e FGP/CUBE/Bombarral, juntam-se Froiz, Baqué Ideus BH Team e Aldro Team vindas de Espanha.

Durante a 26ª Volta a Portugal do Futuro Liberty Seguros os jovens campeões vão competir em quatro classificações distintas. A vitória individual ou liderança à geral será representada pela Camisola Amarela Liberty Seguros. Quem vencer a Classificação Geral por Pontos vestirá a Camisola Preta KIA, o Rei da Montanha vai envergar a Camisola Castanha Delta Cafés e ao mais novo entre os mais jovens será entregue a Camisola Branca KTM.

“Biblioteca no Largo” leva a leitura às aldeias do concelho

O início do mês de setembro traz consigo o arranque do projeto “Biblioteca no Largo”, lançado pelo Município de Oliveira do Hospital, através das Bibliotecas Públicas Municipais. “Biblioteca no Largo” vai garantir um acesso facilitado à leitura, aos residentes nas aldeias mais distantes da sede do concelho de Oliveira do Hospital através da parceria estabelecida também com a Unidade Móvel de Saúde, da Fundação Aurélio Amaro Diniz.

O arranque deste novo projeto aconteceu hoje no Parceiro, aldeia da freguesia de São Gião, simbolicamente escolhida por ter sido uma das aldeias mais afetadas com vítimas mortais nos fatídicos incêndios de outubro de 2017, e cujos habitantes demoram meia hora a deslocarem-se até ao centro da cidade. Ao início da manhã, a viatura da Unidade Móvel de Saúde estacionou junto da associação local onde acorreram os habitantes, utentes habituais deste serviço de proximidade que presta cuidados de saúde primários. A equipa de enfermagem já bem conhecida por estas paragens trouxe agora a novidade deste projeto “Biblioteca no Largo” que rapidamente suscitou o interesse dos habitantes que consultaram os periódicos e outros aproveitaram já a oportunidade para requisitarem alguns livros.

A acompanhar este primeiro ‘estacionamento’ da leitura estiveram a vereadora Graça Silva, com os pelouros da Cultura e da Educação, e o presidente da Junta de Freguesia de S. Gião, Luciano Correia que  saudou esta ideia e desafiou os moradores a dedicarem algum do seu tempo à leitura.

Graça Silva, explicou o funcionamento e os objetivos do projeto que procura a promoção da leitura e a aproximação entre as Bibliotecas Públicas Municipais e os habitantes no concelho. Enaltecendo a importância do projeto, a responsável sublinha também que “Biblioteca no Largo” vem aliar e potenciar os cuidados de saúde do corpo e do intelecto.

Aproveitando a visita da Unidade Móvel de Saúde, fruto da parceria entre a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e a Fundação Aurélio Amaro Diniz, as Bibliotecas Públicas Municipais fornecem livros, jornais e revistas que podem ser requisitados e lidos pelos habitantes das aldeias, e aos quais de outro modo mais dificilmente teriam acesso.

Trata-se de um projeto cultural que pretende fomentar o gosto pelo livro junto dos cidadãos e incentivar a leitura nas aldeias contribuindo, desta forma, para uma verdadeira democratização da leitura no concelho de Oliveira do Hospital. Esta é também uma forma encontrada pelo executivo da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital para valorizar os cidadãos que residem afastados do centros urbanos, com as dificuldades inerentes.

O mês de setembro foi o escolhido para colocar na estrada os livros e as leituras para miúdos e graúdos, através deste projeto “Biblioteca no Largo” que será disponibilizado nos dias, e respetivos locais, em que a Unidade Móvel de Saúde visitar as aldeias que integram o seu itinerário semanal e quinzenal, nas freguesias de São Gião; Aldeia das Dez e Lourosa. Neste sentido, a partir do dia 20, a “Biblioteca no Largo” estará assegurada de forma contínua nas várias localidades, de acordo com o seguinte itinerário da Unidade Móvel de Saúde: Pinheirinho, Casal Outeiro, Casal de Abade, Cabeçadas e Lourosa; Galvã, Meda, Campo, Pombal e Seixal; Rio de Mel, Parceiro e S. Gião; Gramaça, Chão Sobral, Vale de Maceira, Casal Cimeiro, Goulinho, Cimo da Ribeira, Avelar e Ponte das Três Entradas.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies