Feira de São Mateus ultrapassa os 425 mil visitantes. Dia de Viriato comemora-se no próximo Domingo

O Dia de Viriato, que se comemora no domingo, durante a Feira de São Mateus, em Viseu, propõe este ano nove atividades gratuitas, traduzidas em 17 horas de programação, destinadas a todas as idades e públicos.”Pelo quinto ano consecutivo, o município de Viseu e a Viseu Marca organizam o Dia de Viriato. Acendemos os holofotes da Feira de São Mateus para o herói maior da cidade”, disse hoje o vereador Jorge Sobrado, durante a apresentação do programa para este dia.

Recuperado em 2014, o Dia de Viriato teve as suas primeiras realizações entre 1929 e 1933.

“Há um revivalismo evidente neste programa, que passa pela banda desenhada, pelo ‘peddy-papper’ e pelos exercícios de perícia e que tem continuidade num conjunto de iniciativas do Regimento de Infantaria 14, terminando com um espetáculo d’ Os Aurora”, disse Jorge Sobrado.
O comandante do Regimento de Infantaria 14, Mário Bastos, congratulou-se com a participação neste programa, até porque os seus militares são conhecidos como “os viriatos”.

“Iremos ter uma demonstração cinotécnica por parte do Regimento de Lanceiros nº 2, uma unidade sediada na Amadora, que irá demonstrar como é que os cães podem atuar nas suas várias valências”, avançou o comandante.

À tarde, as pessoas poderão contactar com uma viatura militar blindada Pandur, que circulará entre a rotunda junto à Porta de Viriato e a Avenida da Bélgica e, mais para o final do dia, o Regimento de Paraquedistas, sediado em Tancos, facultará voos cativos de balão de ar quente.

“Acredito que será um momento agradável, dado que não é todos os dias que temos a possibilidade de voar num balão de ar quente”, disse Mário Bastos.

O Grupo de Intervenção e Criatividade Artística de Viseu (GICAV) vai ter este ano uma exposição dedicada ao mestre da pintura renascentista Grão Vasco (Vasco Fernandes), dividida em duas partes.

Segundo Luís Mendes, do GICAV, “uma parte anda à volta de um álbum que foi publicado quando se comemorou o centenário do museu” que tem o nome do pintor, do artista João Amaral, que estará em Viseu no domingo.

A outra parte da exposição surge na sequência do “repto lançado a artistas locais e nacionais para que cada um deles fizesse o seu Grão Vasco”, sendo que “uns fizeram um Grão Vasco divertido, outros mais sério”, contou.

“Nos últimos anos, temos também aproveitado esta exposição para fazer algumas reedições de trabalhos que estão completamente esgotados”, lembrou Luís Mendes, avançando que este ano será reeditada uma obra que foi apresentada pelo GICAV há 25 anos, o livro “O feira franca”, dos gémeos Santos.

Jorge Sobrado aproveitou para fazer um balanço dos primeiros 12 dias dos 39 que durará a Feira de S. Mateus.

De acordo com o vereador, “a feira está com muito bom ritmo”, tendo atingido até hoje 425.837 visitantes.

Lusa

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies