Incêndio em Armamar : Motivos passionais na origem de mão criminosa

O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Proteção Ambiental de Lamego, identificou ontem, 8 de agosto, uma mulher com 37 anos, pela suspeita de ter praticado o crime de incêndio florestal, em Armamar.

Após a realização de diligências relativas a um incêndio ocorrido a 4 de agosto, foi possível identificar a sua autora, concluindo-se que na origem do mesmo estiveram motivos passionais. A mesma pretendeu destruir um pomar do proprietário com quem mantinha uma relação extraconjugal, tendo ardido uma área de 100 m2.

 

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies