Festival “Habitua-te” : Três dias, com recriação de três épocas distintas

Fomos ao encontro, em Carvalhal Redondo, de Ricardo Loio e restantes membros de um grupo de Teatro que se vai consolidando como muito particular, no panorama artístico regional e não só. Pode onde passa, o Teatro Hábitos deixa uma semente contagiante de animação, humor e arte.

Contem-nos um pouco da história do Teatro Hábitos, nomeadamente data da criação e como surgiu a inspiração e a motivação para o fundar …

O Teatro Hábitos surge em 2012 com o primeiro espetáculo de rua, um repto lançado à associação da aldeia “Os Carvalhenses” e às gentes de Carvalhal Redondo, que prontamente o aceitaram.

A ideia de fazer mais teatro cresce de forma espontânea e faz com que surja em 2013 a Associação Cultural Juvenil Teatro Hábitos.

O Festival Habitua-te tem-nos habituado a momentos marcantes, com muita arte e diversão. Com que apoios contam para o concretizar e que novidades e destaques para a edição 2018? 

Na 5ª edição do Festival Habitua-te contamos com o apoio da Câmara Municipal de Nelas, que tem sido cada vez mais um parceiro de grande relevância do projeto, com apoio da União de Freguesias de Carvalhal Redondo e Aguieira, que este ano, infelizmente, ano não teve possibilidade de garantir o financiamento dos anos anteriores mas acreditamos que futuramente as coisas melhorem para todos. Também a Associação “Os Carvalhenses” que nos disponibiliza os seus espaços para podermos trabalhar, dos patrocinadores, dos donativos e todas as entidades que apostam no nosso produto artístico ao longo do ano.

Há uma serie de novidades nesta edição de 2018, este ano vamos retratar  em cada dia uma época distinta, no primeiro dia recuamos a um período mais arcaico, no segundo avançamos no tempo para os anos 50/60 do século passado, e o último dia será o mais contemporâneo.

Outra das novidades será que este ano iremos ter muito mais atuações proporcionadas por os vários grupos do Teatro Hábitos, estamos a produzir 5 espetáculos distintos para apresentar ao longo dos três dias. O Habitua-te 2018 dará mais relevo ás artes plásticas com uma exposição coletiva de artistas plásticos que irão intervencionar e marcar a aldeia.

De destaque salientamos a visita do “ViseuFolk” a Carvalhal Redondo e a presença pela segunda vez o Teatro Regional da Serra de Montemuro.

Recursos Humanos com que contam. Quais os colaboradores e artistas do vosso grupo e que formação têm ?

Apesar de sermos muitos os envolvidos, a estrutura que dirige e gere o grupo de teatro é bastante pequena, os seus recursos humanos dividem-se nas áreas do secretariado, direção e representação, produção de guarda roupa, serralharia, carpintaria, técnica, direção artística e encenação. Nestas diversas áreas os elementos do grupo são obrigados a acumular funções para fazer face ás solicitações.

Os colaboradores do Teatro Hábitos são por vezes também artistas do grupo, sendo que existem elementos que são exclusivamente colaboradores. No entanto os artistas são na sua grande maioria colaboradores. Porque independentemente das valências e capacidades do indivíduo, a sua colaboração e auxílio ao grupo são indispensáveis para a continuidade do mesmo.

A constituição deste grupo de teatro é bastante heterogénea e diversificada, assim como a formação dos seus elementos, havendo quem tenha formação superior, técnica, ou adquirida em contexto de oficinas e workshops, e ainda aficionados pelo teatro sem experiência ou formação.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies