Rogério Abrantes fala em “luta desigual” e declara : “Chega de sermos vítimas de ações não planeadas e não estruturadas”

“Ao longo dos últimos 8 dias, as Festas do Concelho, alicerçadas num programa intenso, abrangente e multifacetado que misturou artistas de renome com a “prata da casa”, traduziram a pujança do movimento associativo concelhio. Sob a auréola da folia e dos sabores deliciosos dos pratos típicos, dos enchidos, dos queijos, da doçaria, dos néctares e dos licores desta nossa região demarcada, as Festas do Concelho foram ponto de encontro e de reencontro de amigos e de familiares. Organizadas pela Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Carregal do Sal com o apoio da Câmara Municipal, as Festas do Concelho constituem e devem continuar a constituir, por isso, um reconhecimento efetivo às nossas gentes e um cartaz privilegiado de divulgação dos valores do concelho, assim saibam as organizações pautar a sua conduta”, começou por referir no seu discurso Rogério Abrantes. 

Dirigindo-se ao secretário de Estado da Internacionalização, o edil Carregalense explanou :

A Câmara Municipal de Carregal do Sal continua a entender que o Concelho e os munícipes são a razão primeira e última da sua ação e, por esse facto, continua de alma e coração a sua labuta diária em prol do desenvolvimento deste torrão beirão.

A catástrofe dos incêndios do mês de outubro do ano passado ditou leis que alteraram por completo todos os planos assumidos por este executivo.

O peso das circunstâncias, das responsabilidades e das exigências legais criou um colete de forças do qual não é fácil sair. Os recursos materiais, mas sobretudo os recursos humanos, pela sua escassez, criam obstáculos de monta. Não se torna fácil gerir e fazer nestas circunstâncias.

Mas jamais viraremos a cara à luta! Jamais nos deixaremos vencer pelas dificuldades!

Dizíamos há um ano, em jeito de balanço do mandato anterior:

Cito.

“Desde a primeira hora deste mandato, colocámos em marcha ações de planeamento até então inexistentes e definimos estratégias que hão de sustentar o desenvolvimento do concelho. Os valores concelhios, a realidade local, a capitalização dos recursos endógenos como importante fonte de riqueza, as nossas virtudes e constrangimentos constituem os pilares do Plano Estratégico e dos Planos Estratégicos Setoriais ao nível da Sustentabilidade e do Ambiente, da Cultura e da Educação, das Obras Públicas e do Ordenamento do Território, do Emprego e da Competitividade.

O enquadramento atual não se compadece com amadorismos e improvisos nem com decisões e opções tomadas ao sabor dos ventos.

Chega de sermos vítimas de ações não planeadas e não estruturadas.

Carregal do Sal é um concelho com enormes potencialidades e com gente capaz e empreendedora que, na hora H, sabe arregaçar as mangas e ir à luta. Tem sido uma luta desigual pelas circunstâncias que já enumerei.

Mas, permita-me, Senhor Secretário de Estado, nesta luta que pressupunha o apoio efetivo e incondicional do poder central, temos vindo a constatar uma distância e um vazio que, perdoe-me a frontalidade, nos tem atormentado. A falta de respostas concretas àquilo que rotulamos de banal têm conduzido a um vazio emocional que nos corrói e para o qual não encontramos explicação. Veja, a título de exemplo, Senhor Secretário de Estado. Há meses que esperamos resposta por parte da Senhora Secretária de Estado do Turismo relativa ao pedido por nós formulado relativamente ao financiamento do nosso projeto da ciclovia de Carregal do Sal, uma mais valia no âmbito da valorização e desenvolvimento turístico do concelho e da região que ligará diretamente Aristides de Sousa Mendes à ciclovia do Dão e de forma indireta às ciclovias do Vouga e do Mondego.

Mas outros vazios se enraízam como a agonia dos avisos de candidatura ao POSEUR com a sua complexidade e raridade, bem diferente das palavras que já nos foram proferidas. Não poderia, Senhor Secretário de Estado, deixar passar em branco esta passagem de um membro do Governo pelo nosso concelho, sem lhe transmitir os constrangimentos que temos vindo a sentir”. 

Rogério Abrantes elencou ainda as várias ações e investimentos programados pela autarquia  : 

– Reestruturação do Sistema de Tratamento de Águas Residuais do Concelho.

Um projeto que tem tanto de grandioso como de necessário, alicerçado em efetivas catástrofes ambientais cujo desenvolvimento se iniciará muito em breve com o início das obras na ETAR de Currelos.

– Recuperação da Casa do Passal.

Casa de Aristides de Sousa Mendes em Cabanas de Viriato e que deu ao País e ao Mundo, uma lição prática de aplicação dos valores humanitários e da tolerância, com sacrifícios pessoais muito elevados, cujo Projeto de Requalificação e Musealização se encontra a aguardar parecer do Ministério da Cultura.

– A abertura do concelho à implementação massiva da Cultura do Pinheiro Manso enquanto filão de desenvolvimento económico e de defesa e proteção do solo que, após outubro de 2017, acompanhada pela cultura do carvalho, tomou contornos ainda mais abrangentes e que culminou num projeto de apoio à reflorestação, com acompanhamento técnico da Associação de Produtores Florestais do Planalto Beirão.

De janeiro de 2018 até à presente data, temos pedidos de cerca de 50 000 pinheiros mansos e de cerca de 10 000 carvalhos, que a Câmara Municipal fornecerá graciosamente e cuja distribuição está prevista para o início do próximo outono. Foram já distribuídos cerca de 1600 carvalhos.

– A já citada ciclovia de Carregal do Sal, projeto integrador e agregador no contexto regional do qual, como disse, se encontra em stand-by, aguardando apenas resposta às nossas pretensões de financiamento.

Tomada de Posse do Provedor do Munícipe, Artur Jorge Saraiva :

Excerto do discurso do Presidente da Câmara Municipal :

Tratando-se de um dia especial para o Município e para as suas gentes, a Câmara Municipal entendeu que este seria o dia e momento apropriados para realizar a cerimónia de tomada de posse do Provedor do Munícipe, Dr. Artur Jorge Saraiva Pereira da Silva, pelo que procedemos, de imediato, à Leitura da Ata da Tomada de Posse.

NACO e empresas distinguidas :

Excerto do discurso do Presidente da Câmara Municipal :

Mas o Dia do Município é também o dia ideal para homenagear as gentes do Concelho, reconhecer o seu valor, distinguir munícipes / instituições / coletividades que se entregam e contribuem para o engrandecimento, valorização e prestígio do Concelho.

Por isso, nesta cerimónia será distinguida 1 associação cultural e as empresas que viram o seu empenho, dedicação e resultados premiados com os estatutos PME Excelência 2017 e PME Líder 2017.

Começamos pela atribuição da condecoração.

Ao abrigo do Regulamento de Atribuição de Condecorações do Município de Carregal do Sal, aprovado pela Câmara e Assembleia Municipais, foram instituídas as condecorações municipais.

O propósito é “Reconhecer pessoas coletivas ou singulares, nacionais ou estrangeiras, que se distingam, de forma excecional, pelo seu significativo contributo no campo social, técnico, empresarial, profissional, cultural, artístico, económico, humanitário, desportivo, ou outros de notável importância que justifiquem este reconhecimento.”

A Câmara Municipal instituiu a Medalha de Mérito Municipal do Município, graus Ouro e Prata, dependendo a concessão do valor e projeção do ato praticado.

Essa Medalha assume designações setoriais, de acordo com os preceitos a homenagear, constando entre estas o mérito cultural municipal.

E foi neste âmbito que a Câmara Municipal deliberou condecorar, a associação NACO – Núcleo Juvenil de Animação Cultural de Oliveirinha, que vai receber a Medalha de Mérito Cultural – Grau Prata.

Sobre as razões e fundamentos da condecoração, importa referir:

– a realização de iniciativas culturais multifacetadas, de relevante interesse municipal, alicerçadas nas valências da Coletividade e, de entre as quais, se destacam o Teatro e a formação de jovens, o apoio a outras entidades, a preservação de valores concelhios e a criação do recente Coro Polifónico NACO CANTAT.

A ação desenvolvida pelo NACO – Núcleo Juvenil de Animação Cultural de Oliveirinha, para além de merecer o reconhecimento da comunidade carregalense e das comunidades de outros municípios limítrofes, levou a que fosse distinguido, em 2015 com a atribuição do Prémio “Produção Artística Teatro” ao Grupo de Teatro “Mãos à Obra!” e, já este ano, com o “Prémio Cultura”, atribuído pelo Jornal do Centro, na Gala “Celebração da Primavera”, que decorreu no Teatro Viriato, em Viseu.

E apesar da sua atividade principal ser o teatro, é sua preocupação não abandonar as tradições locais, nem esquecer a sua vertente social e de inclusão, abrindo assim as suas portas as todas as manifestações de interesse por parte das gentes de Oliveirinha e arredores.

É também mote do seu trabalho descentralizar a cultura oferecendo à população do Concelho e a todos os que nos visitam, de uma forma continuada, espetáculos das mais variadas áreas culturais (teatro, musica, canto, cinema, etc.)

O NACO é composto pelo “Naquitos/Naco’s de Gente” – Grupos de Teatro infanto-juvenil, que conta atualmente com cerca de 22 jovens, com idades entre os 4 e os 15 anos, em constante formação, e com participações em vários festivais de Teatro, a sua última criação “O Flautista de Hamlin”, foi convidada a participar na “Lapa do Lobo Aldeia Cultural”

– e pelo “Mãos à Obra!” – Grupo de Teatro Amador, criado em 2003 que também já realizou 19 criações e trabalhou autores tão diversos como Moliérè, Karl Valentim, Woddy Allen, Joe Orton, Vaclav Havel, Gomes de Amorim, Plauto, entre outros.

Predisposto a não esquecer as tradições da sua aldeia, reavivou A Serração da Velha, que esteve inativa durante 30 anos, e tem colaborado com coletividades locais em iniciativas como a Queima da Comadre e a Paixão de Cristo.

Porque, e citando Ernest Renan

“Os verdadeiros progressistas são os que partem de um profundo respeito ao passado.”

O NACO possui também uma vertente social, tendo no seu espaço aulas de ginástica sénior e Yoga, realiza workshops e ateliers para os mais pequenos, tem duas classes de dança contemporânea e os “Laboratórios de Música” com formação em acordeão, guitarra, piano, cavaquinho, bateria e de onde surgiu o recente Grupo de Cavaquinhos do NACO.

A coletividade realiza dois festivais de teatro, o “Depois das Nove” com peças de teatro amador e, um dos marcos da Associação, o Festival de Teatro “Palco para Dois ou Menos”, que já vai na décima segunda edição.

O “Palco” é um Festival de características únicas no País, que concentra, durante cerca de um mês, um sem fim de atividades realizadas com a participação de companhias profissionais com diálogos ou monólogos.

A par da descentralização da cultura, o Palco para Dois ou Menos promove também o concelho, e tudo faz para tornar a Cultura acessível a todos, trazendo e levando o teatro, a música e a palavra nas suas mais diversas formas de expressão.

Por tudo isto, o NACO é condecorado no Dia do Município com a Medalha de Mérito Cultural – Grau Prata.

Chegou agora o momento de agraciar as empresas que foram distinguidas com os estatutos PME Excelência 2017 e PME Líder 2017.

Os prémios em causa visam distinguir empresas com perfis de desempenho superiores, conferindo-lhes notoriedade e criando-lhes condições otimizadas de financiamento para desenvolverem as suas estratégias de crescimento e de reforço da sua base competitiva constituindo, por isso, um selo de reputação na relação das empresas com o mercado.

Ao todo, 6 empresas sedeadas no Concelho conquistaram essas distinções e recebem hoje um troféu que reveste a forma de reconhecimento do Município pelo contributo na criação de emprego, na dinamização económica e no desenvolvimento local.

São empresas que se têm distinguido no mercado pela qualidade do trabalho apresentado, refletindo um bom desempenho económico-financeiro e de gestão.

No Dia do Município, a Câmara Municipal distingue publicamente estas empresas, agraciando-as com a atribuição de um Troféu e um Diploma.

A entrega dessas distinções, que será feita por ordem alfabética, será uma tarefa repartida pelo senhor Presidente da Assembleia Municipal, pelo senhor Presidente da Câmara Municipal e pelos elementos do Executivo Municipal aqui presentes.

E começamos pelas empresas distinguidas com o prémio PME Excelência 2017.

Dimoldura – Molduras e Componentes S.A.  

 Com mais de 20 anos de existência dedicados à fabricação e comercialização de molduras e componentes para a construção civil e mobiliário, a Dimoldura, Molduras e Componentes, SA, é controlada pela Desarrollos Empresariales Tasmania, SL. com sede em Espanha, que detém a quase totalidade do capital social.

Sociedade anónima com um Administrador Único tem atualmente um quadro de pessoal com 80 trabalhadores.  

A Dimoldura opera nos mercados nacional e internacional e ocupa um lugar de liderança no fabrico de todo o tipo de molduras e perfis de alta qualidade.

Tem como principais clientes, grandes cadeias europeias de bricolagem, fabricantes de portas e de móveis, armazéns de distribuição e industriais.

Recentemente, e já como GRUPO DIMOLDURA adquiriu uma nova fábrica de portas, em Toledo, Espanha passando a integrar 5 unidades naquele país e uma em Portugal – a Dimoldura, a casa mãe da empresa.

Distinguida desde 2008 com o galardão PME Líder, manteve esse estatuto até aos dias de hoje, e este ano subiu mais um patamar ao conquistar o estatuto PME Excelência 2017, motivo pelo qual, uma vez mais, vai ser agraciada com o reconhecimento da Câmara Municipal.

– Entrega a distinção senhor Presidente da Assembleia Municipal de Carregal do Sal, Carlos Jorge Morgado Gomes

– Recebe a distinção, a administradora da empresa Dimoldura, Dr.ª Mary Gonçalves.

Encontrus – Sociedade Hoteleira Lda.

Fundada em 1993, a Encontrus cresceu intimamente ligada ao apreço pela autenticidade e rigor das matérias-primas e à sensibilidade gustativa, fruto de uma larga tradição gastronómica.

O ímpeto criativo que sempre caraterizou a empresa manifestou-se inicialmente na restauração, para mais tarde se especializar na organização de eventos.

Ao longo de mais de 20 anos de atividade no setor de cattering, a Encontrus desenvolveu e otimizou recursos conduzindo-a ao reforço da sua posição no mercado onde é atualmente líder.

A empresa é gerida por 4 sócios: João Carlos de Figueiredo Alves; M.ª Lisete Gonçalves Correia Alves; Nuno Miguel Correia Alves; João Paulo Correia Alves.

– Distinções:

– O Prémio PME Excelência Turismo 2000, atribuído pelo IAPMEI;

– Em 2010, o Prémio PME Líder Hotelaria e Restauração, e a Parceria com a Alfândega do Porto;

– A 1.ª distinção com o estatuto PME Líder foi em 2012. Voltou a ser distinguida com esse estatuto referente a 2014, 2015 e 2016. E agora, em relação a 2017.

– Sem mais delongas, convidamos a representante da empresa, Dr.ª Mariana Sousa, a receber a distinção da Câmara Municipal que será entregue pelo senhor Presidente da Câmara Municipal de Carregal do Sal, Rogério Mota Abrantes

TEXLAAUTOMOTIVE – Têxteis Lda.

Get involved é a visão e missão do grupo liderado desde 1962 pelo empresário Bengt Bengtsson do grupo Sueco Texla. Em Portugal a TexlaAutomotive está instalada na zona industrial de Carregal do Sal desde 2004.

O grupo Texla é composto por 4 unidades de produção localizadas em pontos estratégicos na Europa: Suécia, Bélgica, República Checa e Portugal.

A área de negócio do Grupo Texla estende se desde a transformação de todos os tipos de materiais através de laminação (colagem, chama e filme) para a industria automóvel e têxtil lar até ao corte e estampagem em relevo (embossing – estampagem em relevo). O grupo é atualmente um líder destacado nesta área e os principais clientes pertencem à industria automóvel.

Pela visão do seu mentor, o Grupo Texla sempre delineou estratégias assentes na modernização e em novas tecnologias dos processos existentes, bem como em novos processos, ex:  corte de pele e novas áreas de negócios. Apostou, desde sempre, na diversidade de áreas de atuação, com o investimento em setores e áreas geográficas com elevado potencial de rentabilidade como o negócio de componentes de automóvel.

A posição estratégica da empresa em Portugal ganhou com a evolução da área de negocio automóvel no norte de África, sendo bem realçada esta posição no aumento de faturação ano após ano e expansão das instalações.

Para ficarem mais próximos dos parceiros, clientes e fornecedores, a empresa é associada do Cluster Português Automóvel, MOBINOV.

Como referido no início o lema é Get Involved

Get Involved com os colaboradores, sem a sua dedicação e trabalho árduo não conseguiriam alcançar os objetivos!

Get Involved com os clientes, sem a sua confiança no grupo e nos seus produtos, não seriam lideres de mercado!

Get Involved com os fornecedores, parceiros para satisfazer as necessidades dos clientes!

Get Involved com a comunidade, que os acolhe e a quem querem agradecer por isso!

Get Involved com o Município, parceiro no desenvolvimento e criação de riqueza!

– Recebe a distinção, o Diretor de Qualidade da empresa, Eng.º Daniel Duarte.

– Entrega o senhor Vereador António Óscar de Almeida e Paiva
De seguida, vamos distinguir as empresas que conquistaram o estatuto de PME Líder 2017

Carregal Alimentar Lda

A Empresa Carregal Alimentar, Lda, é uma empresa familiar fundada em 1997 e é a continuação da atividade até então em nome individual de José Baptista e da esposa Gracelina Baptista desde finais da década de 70.

Tem sede em Carregal do Sal e estabelecimentos (Supermercados Salinas) em Carregal do Sal e Cabanas de Viriato, estando também presente em diversas feiras e mercados da região. O capital social está repartido entre os sócios José Adelino Henriques Baptista, Gracelina Couceiro Henriques Baptista e João Paulo Henriques Baptista. O volume de negócios foi no ultimo ano de 2.000.000,00€ e tem 14 trabalhadores. A gestão está atualmente a cargo do Sócio João Paulo Henriques Baptista. A empresa aposta na proximidade ao cliente e na oferta dos melhores produtos aos melhores preços com especial incidência nas frutas e legumes que adquire no mercado abastecedor de Coimbra (um dos maiores mercados abastecedores do país). Procura estabelecer ligações de confiança com todos os clientes e parceiros de negócio.

Apostados em servir cada vez mais e melhor, abriu, em 2003, um novo supermercado junto ao Restaurante Salina e efetuou em 2011 uma parceria com a Cooperativa Ibérica COVIRAN, que lhes permitiu melhorar a oferta de produtos e a respetiva aquisição e venda em condições mais vantajosas.

Completa este ano 21 anos de atividade.       A empresa vem sendo consecutivamente distinguida pelo IAPMEI com o estatuto PME Líder, desde o ano de 2012.

– Entrega o senhor Vice-presidente, José Sousa Batista

– Recebe a distinção, em nome da empresa, João Paulo Henriques Baptista

EuroRalex- Confeções S.A.

A empresa iniciou a atividade em Novembro de 1984 com a Denominação Social Ralex de Rogério Mota Abrantes.

A confeção de calças era a área de serviços disponibilizada pela empresa, então em nome individual, que dava emprego a pouco mais de 10 funcionários.

A evolução da sua atividade levou a empresa a contratar mais funcionários e com cerca de 100 trabalhadores, alterou a Denominação Social passando a designar-se Euroralex Confecções, Lda.

Em 1997, a empresa procedeu a um aumento do Capital Social, e passou a Euroralex Confecções, S.A., funcionando como uma sociedade anónima de caráter familiar.

É, aliás, atualmente, a maior empresa empregadora do Concelho com cerca de 250 trabalhadores.

A Euroralex Confeções S.A. exporta a totalidade da sua produção e tem como principal destino a União Europeia. Mas também exporta para os E.U.A., Hong Kong, Coreia e Japão.

Os sócios da empresa são: Rogério Mota Abrantes; Maria Alexandrina Soares C. Abrantes; Eduardo Miguel Castanheira Abrantes; Gonçalo José Castanheira Abrantes e Teresa Abrantes.

Distinções:

– PME Excelência, nos anos de 1996 / 1997 / 1998 e 1999.

– PME Líder desde 2014.

No Dia do Município, a Câmara Municipal reconhece o contributo da empresa para a elevação do Concelho, pelo que vai entregar ao representante da EuroRalex Confeções S.A, Eduardo José Castanheira Abrantes, a respetiva distinção.

– A tarefa cabe ao senhor Vereador Toni Serge Costa Ribeiro

Ripórtico Engenharia Lda

“RIPORTICO ENGENHARIA criada em 2004, atua na área da Consultoria de Engenharia, desenvolvendo Projetos Técnicos de Execução, gestão de projeto, fiscalização de obras, coordenação de segurança e controlo de qualidade.

Com sede em Cabanas de Viriato e sucursais na cidade da praia em Cabo Verde, Maputo em Moçambique e São Paulo no Brasil, emprega hoje mais de 100 pessoas, entre engenheiros de várias especialidades, arquitetos, juristas e pessoal administrativo.

A empresa tem hoje uma forte presença em Portugal no setor da energia, água e ambiente, mas também como empresa responsável por projetos na área da indústria, distribuição, saúde, hotelaria, reabilitação e paisagismo urbano.

Com mais de 300 clientes ativos, a Ripórtico desenvolve atualmente o projeto do aeroporto da beira em Moçambique e importantes e complexas estradas de montanha em várias ilhas de Cabo Verde.

Em 2019 atingirá 15 anos de vida com o objetivo de estar entre as 5 maiores empresas portuguesas do setor da Engenharia.”

– Recebe Eng.º Ricardo Campos / – Entrega a senhora vereadora, Ana Cristina Silva Sousa Borges.

Estão oficialmente agraciadas as empresas do Concelho distinguidas com os estatutos PME Excelência 2017 e PME Líder 2017.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies