Rui Daniel e a sua odisseia pela Namíbia : Aventuras no deserto

Continua tudo na mesma. África é mesmo isto. O continente da Santa Paciência.
Horas e horas à espera que uma simples carrinha de 14 lugares fique cheia. Vá lá, não era um autocarro, se não torrava ao sol.
A viagem desde a capital até Swakopmund foi relativamente calma, sem ser a parte onde dois fulanos queriam bater no motorista. 😂😂 Adoro quando as pessoas se amam desta maneira tão intensa e procuram o contacto com o próximo. 😂😂
Como não falo “Afrikans” não percebi lá muito bem a razão de quererem cascar no motorista.
Até já tinha saudades desta amálgama de sensações onde a porrada e o pugilismo são indubitavelmente o desporto rei neste continente.
Amanhã a ver se consigo apanhar boleia até ao deserto e subir umas dunas. Tudo isto só para evitar algum sedentarismo. 😂

(…Faltam 81 dias….🤪)

Andar à boleia nem sempre é fácil, principalmente neste continente. Muitos nativos param o veículo com o intuito de ajudar mas reclamam sempre algum dinheiro. Ou seja, não é uma fidedigna boleia. É uma espécie de plágio da palavra boleia que foi decapitada pelo “cifrão”.
Contudo ontem conheci um francês que decidiu partir hoje comigo à boleia em direção ao deserto.
Bastou um minuto e já tínhamos boleia.
Fácil demais achei cá para mim mas ainda bem.
Ao contrário de quem sofre de anedonia e avoliçao, fomos galardoados com dois samaritanos que nos levaram até Walvis Bay. Escusado seja dizer que no fim estes dois samaritanos converteram-se em autênticos Judas. Queriam dinheiro à força toda. Lá explicámos que não tínhamos nem uma moeda e prontamente desapareceram com umas trombas que mais pareciam uns paquidermes. 😂😂

Após ter chegado a Walvis Bay achei que apanhar boleia em direção ao deserto seria uma utopia. Algumas horas à espera até parar uma carrinha de militares que nos levaram até às “portas “ do deserto. 😂😂
Top mesmo 😂😂
Uma boleia com direito a escolta 😂😂
Isto de andar pelo deserto com cerca de 40 graus é um autêntico inferno. Seguimos o rasto da linha de comboio até alcançarmos finalmente a maior duna da Namíbia.
Já apanhei inúmeras boleias ao longo da vida mas esta última acabou por ser uma das minhas preferidas.
Após uma hora à espera debaixo de um calor abafado surge um tacanho milagre. Um casal muito simpático na casa dos 60 decidiu parar e dar-nos boleia até Swakopmund. O tipo era bastante engraçado. Falava pelos cotovelos e até bebia cerveja enquanto conduzia.😂😂
Curti logo o fulano que segue à risca aquele famoso arquétipo que é:
Se conduzir beba e de preferência muita cerveja. 😂😂
Quando disse que era português fez alta festa. Já tinha visitado por duas vezes a terra de Camões e pronto…
Insistiu que tínhamos de ir beber todos uma cerveja e assim foi mais ou menos.
Uma caneca, duas canecas, três canecas e o fulano já falava pelos cotovelos e pelos joelhos. 😂😂
Uma autêntica grafonola que certamente já via tudo à volta. 😂😂
E é por estas e por outras que eu condeno a tal famosíssima frase de Galileu, porque quando ele demonstrou que a Terra girava, já os bêbedos sabiam disso há séculos. 😂😂
P.S. Não estou de modo algum a gozar com o fulano pois ele foi espetacular e também eu gosto de beber. 😂😂

( ….Faltam 80 dias….🤪 )

Este slideshow necessita de JavaScript.

Rui Daniel da Silva

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies