“Sessões de Cinema no Politécnico de Viseu” apresenta película de Luís Filipe Rocha

No âmbito das “Sessões de Cinema no Politécnico de Viseu”, o Auditório da ESTGV acolhe no próximo dia 25 de junho, pelas 18:00h, a exibição do filme “Rosas de Ermera”, de Luís Filipe Rocha. Esta é a 2ª sessão de cinema promovida pelo IPV em parceria com o Cine Clube de Viseu, a 1ª realizou-se no dia 14 de maio na ESSV, com a exibição do filme “Pára-me de repente o pensamento”, do realizador Jorge Pelicano.

A iniciativa enquadra-se na nova etapa do Plano Nacional de Leitura – PNL 2027 (consagrado na Resolução do Conselho de Ministros nº 48-D/2017), que convoca as Instituições de Ensino Superior (IES) como parceiros centrais na criação de um ambiente social favorável à valorização e fruição de experiências culturais e a aprofundar as relações entre a educação, a cultura, a ciência e a tecnologia enquanto eixos transversais de intervenção na esfera pública.

O Politécnico de Viseu sendo uma instituição empenhada na criação e desenvolvimento da ciência e na formação plena dos seus estudantes enquanto futuros profissionais competentes e cidadãos livres, assume o acesso à cultura e às artes em todas as suas manifestações como um imperativo vital, pilar da construção de uma vida plena de sentido, com saúde, em alegria, liberdade e responsabilidade.

A sessão de “Rosas de Ermera” (2017) é uma iniciativa aberta à comunidade em geral e tem como parceiros promocionais o IPV, a ESTGV e o Cine Clube de Viseu.

A entrada é livre.

Sinopse do filme:

Partindo das memórias dos irmãos sobreviventes e das músicas de Zeca Afonso, Luís Filipe Rocha conta uma aventura familiar numa época funesta da história de Portugal. Poucos meses antes da II Guerra Mundial, uma família separa-se em Lourenço Marques: Maria vai para Timor Leste, os irmãos João e José (depois conhecido por Zeca Afonso) vão para Coimbra, para continuarem os estudos. Com o alastrar do conflito ao Pacífico e a invasão de Timor pelo Japão, as comunicações cessam e teme-se o pior. Os pais e a filha mais nova ficam detidos durante três anos num campo de concentração japonês.

Em Portugal, os irmãos acreditam que ficaram órfãos. Mas a família, que se julgava separada para sempre, reencontra-se seis anos mais tarde. A partir das memórias de Mariazinha e João, das músicas de Zeca Afonso e de cartas e fotografias resgatadas, acompanhamos a extraordinária saga de uma família numa época dramática da história de Portugal.

Dividido em duas partes, o documentário inclui depoimentos de Maria das Dores e João Afonso dos Santos e visita locais de Timor onde a família viveu, a localidade de Ermera, onde passavam férias, e o campo de concentração em Liquiçá. O título do documentário refere-se às rosas existentes em Ermera, um distrito do interior, cujo cheiro ainda permanece nas memórias de Maria das Dores.

«Esta é a história de uma família que teve alguma notoriedade por causa do Zeca Afonso, mas é também um pedaço da nossa história que foi ocultado e ignorado até agora. A de que houve dois campos de concentração japoneses em Timor-Leste onde estiveram portugueses.» Luís Filipe Rocha.

Fonte: http://media.rtp.pt/extra/estreias/rosas-de-ermera/

Sobre o realizador, Luís Filipe Rocha:

Nasceu em Lisboa, em 1947. Depois do exílio no Brasil, entre 1973 e 1974, dedicou-se exclusivamente ao cinema: começou por realizar documentários para a televisão em 1974/75 e iniciou o seu trabalho como Argumentista e Realizador de filmes de longa-metragem em 1976/77. “A fuga” (1976, apresentado em Viseu, no Cine Clube, em sessão com o produtor Henrique Espírito Santo), “Sinais de Fogo” (1995), “Adeus Pai” (1996) ou “A passagem da noite” (2003) estão entre os seus filmes, compondo uma das filmografias mais marcantes do cinema feito em Portugal.

“Rosas de Ermera” (2017) é o seu filme mais recente, merecendo uma atenção especial da crítica e do público, em festivais de cinema e cine clubes.

Fonte: http://www.cineclubeviseu.pt/O-cinema-nao-muda-o-mundo

Viseu, 18 de junho de 2018

Fátima Jorge | Coordenadora CDI da ESSV • IPV

mjorge@essv.ipv.pt

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies