Périplo pela “Capital do Queijo Serra da Estrela”. Casa de Arais e Solar do Queijo mostram o melhor da região

Celorico da Beira é o berço do mais famoso queijo Lusitano, considerado, em diversos concursos internacionais, o melhor do mundo : queijo Serra da Estrela.

Assume-me como a Capital do Queijo Serra da Estrela, iguaria mundialmente famosa, mas que, com o passar dos anos, vai estando ameaçada. Só nos incêndios de Outubro de 2017 perderam-se mais de oito mil ovelhas. A associação Ancose está paulatinamente a repor o efetivo animal, tendo para o efeito colocado a funcionar um centro de recria.

Em Celorico da Beira fomos visitar dois grandes símbolos do Queijo Serra da Estrela.Célia Silva é a mentora do projeto Casa Agrícola dos Arais, situada em Vide-Entre-Vinhas, na encosta da serra e o único espaço museulógico alusivo à nobre iguaria : Solar do Queijo Serra da Estrela.

Na Casa de Arais, o esmagamento da coalhada e enchimento dos moldes com que produz o queijo Serra da Estrela DOP é um trabalho manual que Célia leva a cabo todas as manhãs com a ajuda de três colegas, desde há cinco anos. “O meu avô materno, José Silva, de 85 anos, dedicou-se a vida toda à produção de queijo e nós decidimos continuar o negócio”, explica-nos a jovem engenheira zootécnica.

Atualmente produz queijo com o leite de duzentas ovelhas de raça bordaleira, criadas em exploração própria, e compra leite a mais oito produtores. Celorico da Beira é o único concelho da região da Serra da Estrela que ainda tem um rebanho da raça churra mondegueira.

“Estamos a usar uma média de 350 litros diários de leite, o que dá à volta de 55 quilos de queijo por dia”, adianta-nos Célia Silva, que além de produzir o famoso queijo amanteigado também produz requeijão certificado e o chamado queijo duro, com longo tempo de cura.

Com o objetivo de promover o queijo Serra da Estrela DOP e curado de ovelha feito pelos produtores de Celorico da Beira, o município assume vários custos relativos à obtenção da certificação DOP e organiza provas e eventos, como a Feira do Queijo Serra da Estrela. Uma das maiores promoções é sem dúvida a montra e cartão de visita da vila : o Solar do Queijo, instalado num edifício de meados do século XVIII na zona histórica. Vale a pena visitar a componente museológica – em que se mostram os utensílios artesanais com que antigamente se fazia o queijo numa cozinha da época – para depois passar da teoria à prática, na cafetaria/loja do piso superior. Há vários produtos regionais – presunto e chouriças, pão de centeio, mel, vinho, compotas – que além de se poderem comprar, podem-se degustar.

O queijo Serra da Estrela DOP
É o queijo produzido só com leite de ovelhas de raças bordaleira ou churra mondegueira e que leva obrigatoriamente o selo do produtor, a marca de caseína (o símbolo identitário de cada queijo, com código de produtor e lote) e o rótulo amarelo específico. Existem 28 produtores certificados em toda a região demarcada (que abrange 18 concelhos), seis deles em Celorico da Beira, «a capital do queijo Serra da Estrela». No período de produção 2016-2017, fizeram-se 200 mil unidades de queijo Serra da Estrela DOP e 123 mil unidades de requeijão certificado.

José Miguel Silva com José Lemos

This slideshow requires JavaScript.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies