Revista de 2017 : Muito boas notícias e a tragédia das tragédias

Acontecimentos do Ano : 

– Casa do Passal.Marcelo Rebelo de Sousa condecora Aristides de Sousa Mendes, a título póstumo,com a Grã Cruz da Ordem da Liberdade.

– Indêndios de 15 de Outubro

– “Les Misérables – School Edition” – ContraCanto

Figura do Ano : Marcelo Rebelo de Sousa

O verdadeiro Presidente de todos os Portugueses. Esteve nos momentos de glória, nas vitórias do país, celebrando-as efusivamente, mas soube sempre estar nos momentos mais difíceis.

Nas tragédias que assolaram Portugal, saiu da sua zona de conforto, visitou todo os concelhos afetados pelos incêndios e deixou palavras de conforto e esperança. Espalhou afetos e deixou imagens impressionantes de humanismo, mostrando ao país a sua autenticidade e como a política pode ser exercida com nobreza (a imagem que apresentamos é disso prova eloquente).Exortou deputados e políticos em geral a visitarem as áreas ardidas. Mostrou gratidão e honrou os Bombeiros. Deu o exemplo como lhe compete. Foi incansável a exigir do Governo ação rápida e apuramento de responsabilidades (incluindo políticas). Esteve com os sem abrigo e termina o ano a vetar um diploma que os partidos (exceto o CDS) congeminaram, de forma praticamente secreta, para criarem para si regimes de isenção e benefícios fiscais, contrastando com a dureza dos impostos que pesam sobre a sociedade civil.Além da deslocação a todos os concelhos da região afetados pelos incêndios, Marcelo ainda esteve em Abril na Fundação Lapa do Lobo e honrou Aristides de Sousa Mendes, na “sua” Casa do Passal.

O ano em Revista, mês a mês …

Janeiro

Mês de Balanço do ano anterior, trouxe-nos excelentes notícias de empresas e instituições sedeadas em Nelas.

A Fundação Lapa do Lobo revelou a estatística da sua atividade, que mais uma vez registou um aumento expressivo, quer de utilizadores (mais 7%), quer em número de eventos. Ficámos a saber que a Movecho obteve,uma vez mais, um importante reconhecimento, com o galardão de melhor empresa Portuguesa do seu setor (atribuído pela Revista Exame) e que o Grupo Aquinos conquistou um prémio de “Melhor Empresa Exportadora”. Mas as boas notícias de Janeiro não ficaram por aqui. Nelas registou uma “impressionante dinâmica nas exportações”, ao crescerem, entre 2013 e 2015, mais de 44%.

Fevereiro

Momento alto para Nelas e Carregal do Sal. Miguel Ângelo Figueiredo, natural de Nelas, onde foi 2º comandante dos Bombeiros locais, saiu de Comandante da corporação de Carregal do Sal para liderar a proteção civil no distrito de Viseu. É o novo Comandante Operacional Distrital.

Março

Foi em Março que fizemos um roteiro pelos principais pontos negros na área do Ambiente, no concelho de Nelas.  Na maior parte continuam por resolver, mas com os financiamentos aprovados para a contrução de diversas ETAR´s um pouco por todo o concelho, deverão resolver-se no curto/médio prazo.

Abril

Em Abril, acontecimentos mil. À cabeça o primeiro dos grandes acontecimentos de 2017 : Deslocação do presidente da República a Cabanas de Viriato e Lapa do Lobo.Marcelo Rebelo de Sousa condecorou, a título póstumo, Aristides de Sousa Mendes, com a Grã Cruz da Ordem da Liberdade. Na Lapa do Lobo, visitou a Fundação liderada por Carlos Torres, que foi seu aluno de direito, numa visita de “afetos”, memorável para a instituição.

Maio

A inauguração da unidade de produção da Covercar, em Canas de Senhorim, reforçou as boas notícias na área empresarial no concelho de Nelas. A empresa Espanhola, que produz essencialmente para a Auto Europa, já emprega mais de 100 trabalhadores.O Ministro das Infraestruturas, Pedro Marques, deixou em Canas uma ideia clara : “O setor automóvel está a consolidar-se e a expandir-se em Portugal”

Junho

E Junho deu sequência às boas notícias empresariais que marcaram o ano de 2017. A Aquinos inaugurou, na presença do Primeiro Ministro, na Zona Industrial de Oliveirinha, a sua nova unidade, que já emprega mais de 200 trabalhadores. O Grupo do setor do mobiliário, já é líder Europeu na produção de sofás, e tem no eixo Nelas-Carregal do Sal, duas unidades que deverão ter fechado o ano com mais de 700 trabalhadores.

Julho

Cristiano Pereira. Foi o mês do atleta da Lapa do Lobo, que tantas alegrias nos tem trazido. Em Londres arrecadou o Ouro nos 5 000 metros e a Prata nos 1 500 metros, nos Mundiais Paralímpicos de Atletismo.

Agosto

No oitavo mês do ano, com o aproximar das Autárquicas, foram diversas as candidaturas apresentadas publicamente. Das diversas propostas e compromissos eleitorais dados a conhecer, destacamos em Carregal do Sal a concretização do espaço Museulógico na Casa do Passal – um memorial dedicado ao herói Aristides de Sousa Mendes, e em Nelas a recuperação ambiental das instalações dos antigos Fornos Elétricos e a sua transformação em Centro de Acolhimento Empresarial: O PS prometeu, mas tarda em concretizar a aquisição à CGD (o prazo dado pela instituição terminava em Dezembro de 2017). Aguardemos pelos próximos desenvolvimentos.

Setembro

Mês de vinhos e vindimas. A Feira do Vinho do Dão, na sua 26ª edição, foi mais um êxito e Nelas recebeu a notícia que o IMI  ira baixar em 2018 para a taxa mínima. Boas notícias, que estivemos sempre na linha da frente a veicular.

Outubro

De quatro em quatro anos, os eleitores são chamados a escolher os seus autarcas.

Em Nelas e Carregal do Sal, sem surpresas, os autarcas Borges da Silva e Rogério Abrantes foram reeleitos para um segundo mandato, ambos com maioria absoluta.

O mês de Outubro foi marcado pela maior tragédia de que há memória na região Centro de Portugal : o horror dos grandes incêndios de 15 de Outubro deixou um impressionante rasto de destruição, 45 mortos e muitas centenas de casas e empresas destruídas. Percorremos,a 18 de Outubro, toda a área ardida nos concelho de Nelas e Carregal do Sal. As Beiras renascem das cinzas, mas quase nada vai voltar a ser como era. Com 109 mortes, 2017 foi o ano, desde que há registos estatísticos, em que morreu mais gente nos fogos.

Novembro

Não bastava a tragédia dos devastadores incêndios de Outubro, a seca trouxe graves problemas ao país e a quatro concelhos em particular (Nelas,Mangualde.Viseu e Penalva do Castelo),que correram o sério risco de ficar sem água nas torneiras, pois a Barragem de Fagilde praticamente secou. A maior operação de transporte de água até hoje realizada em Portugal impediu mais uma tragédia. Nota para o papel determinante que o autarca de Nelas, Borges da Silva, terá tido na gestão desta crise.A água será um dos grandes desafios já para 2018, pois a previsão continua a apontar para seca extrema.

Dezembro

Depois da tempestade parece que a bonança chegou à região e o ano fechou com chave de ouro. “Les Misérables” – a obra prima do Francês Victor Hugo, fez com que, em cinco noites, o Centro Cultural de Carregal do Sal fosse pequeno para acolher milhares de pessoas, que entraram num universo mágico e ao mesmo tempo emocionante e doloroso da França dos início do Século XIX. António Leal e os seus 40 jovens da ContraCanto estão mais uma vez de parabéns. O interior merece projetos desta envergadura. Para finalizar uma nota para a designação de Rogério Abrantes como presidente da CIM Viseu Dão Lafões. O edil de Carregal do Sal ganha prestígio e assume um papel de grande relevância a nível regional. Pautando a sua ação pela discrição, vai trilhando um caminho eficaz, quer na gestão autárquica em Carregal do Sal (onde é de salientar a atenção para a gestão da floresta – que foi determinante para o concelho ter sido dos que menos sofreu com os incêndios), quer a nível da região.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies