Assunção Cristas visita Barragem de Fagilde e exige do governo “soluções imediatas e estruturais”

“O governo acordou tarde para a situação de seca que o país vive”. A afirmação é de Assunção Cristas, que visitou ontem, dia 14 de Novembro, na companhia de autarcas da região e deputado Hélder Amaral, a Barragem de Falgilde (Mangualde), cujo nível já está em 10% da sua capacidade, colocando em risco o abastecimento de água nos quatro concelhos que serve (Mangualde,Viseu, Nelas e Penalva do Castelo).

A líder do CDS esclareceu que “soluções imediatas e de curto prazo são necessárias, mas não resolvem os problemas estruturais”, defendendo assim outras medidas como “mais bacias de retenção de águas, ou com grandes barragens, ou com pequenas estruturas, como charcas, que podem ser carregadas com sistemas que as ligue”.”O governo tem passar à ação, aproveitando os próximos fundos estruturais”, concluiu.