Um Envelope na vindima

A Magnum Wines aproveitou o fim-de-semana das vindimas para apresentar o Envelope, o novo branco do enólogo Carlos Lucas feito com uvas colhidas nas vinhas velhas existentes na propriedade do Ribeiro Santo e numa parcela em São João de Lourosa. Foi bebido no jantar de gala em que Carlos Lucas anunciou ainda a extensão de atividade aos vinhos verdes.

Feito a partir das castas Encruzado e Malvasia Fina foi colhido em 2016, estagiou em barricas de carvalho francês, mostra lágrima, sendo uma poderosa mensagem que chega de Envelope e que se bebe fresco, a lembrar fruta, harmonioso, com um saboroso, e longo, final de boca.

Depois do jantar, na sexta-feira, seguiu-se a vindima na Quinta do Ribeiro Santo, no Dão. Sob o olhar, atento, do enólogo Carlos Lucas, cachos e uvas foram colhidos com desvelo e depositados na adega de Carregal do Sal, onde vinificam. 2017 promete uma grande colheita, mas nas cepas ainda há muito para cortar. “Nesta altura estamos com uma produção de quase 400 mil litros e o que temos nas videiras é sobretudo Touriga Nacional, que esperou por melhor maturação”.

Pela Quinta do Ribeiro Santo passaram duzentos “vindimadores” entre os mais de uma centena de clientes da vinícola. Vieram “ver sobretudo ver o respeito com que tratamos as nossas uvas porque isso permite aos compradores verificar a qualidade da vindima, aquilatar aromas e sabores e cores, num processo que lhes permite conhecer a colheita”.

As quintas do Ribeiro Santo, no Carregal do Sal, e da Alameda, em Santar, são as bases da Magnum Wines no Dão, a que se juntam as adegas de Mora, no Alentejo, Casal de Loivos, no Douro, e os vinhos verdes, em Marco de Canaveses.

Nas três regiões e com a vindima quase no fim, começou na segunda semana de agosto, Carlos Lucas espera uma “colheita memorável, que tirou partido das extraordinárias condições climatéricas, com noites frias, dias quentes e pouca humidade”.

Natural de Coimbra e com mais de 25 anos de experiência em vinhos, Carlos Lucas é um dos mais reconhecidos enólogos e viticultores do país. Em 2011, fez nascer a Magnum Carlos Lucas Vinhos e, desde aí, tem-se afirmado como uma das melhores marcas de vinhos nacionais.

Conhecedor profundo do universo vinícola, o empresário tem comprovado a excelência dos seus tintos, brancos, espumantes e rosés pelos quatro cantos do mundo e, hoje, já exporta para países como o Brasil, Estados Unidos, Bélgica, Alemanha, Roménia, Inglaterra, Canadá, Finlândia, Noruega, Japão, Uruguai e México.

O volume de negócios para este ano deve atingir os três milhões de euros, refletindo um aumento de 12 por cento em relação a 2016 o que leva a empresa a projetar a ampliação da adega da Quinta do Ribeiro Santo, dotando-a de sala para enoturismo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies