Direção de Campanha do PSD Carregal do Sal reage à comunicação do PS sobre o desemprego

De Outubro de 2013 a Setembro de 2017, várias empresas foram deslocalizadas para o concelho vizinho de Nelas, pela maior atratividade que o mesmo oferece no que respeita à sua instalação, comparativamente a Carregal do Sal, mormente o preço dos parques industriais. Carregal erroneamente continua a facultar terrenos a preços exorbitantes, desprovido que está na missão de serviço público que deve desempenhar. Trata-se de uma visão totalmente deturpada do que devem ser as competências do Município, descorando completamente o objetivo de criar riqueza local. Recentemente foram celebrados mais dois contratos de deslocalização para o vizinho concelho, verificando-se que, perante estes fatos a Câmara de Carregal do Sal nem sequer teve o cuidados de responder aos e-mails endereçados pelos empresários.
Sobre os inscritos no centro emprego, são números que todos sabemos não é uma medida adequada ou que justifique a não atração de empresas, ou atração inferior ao desejável:
  • Por um lado, os números apresentados acompanham a evolução do  indicador ao nível nacional (no país, cresceu 43% de 2009 a 2013 e diminuiu 59% de 2013 a Julho de 2017).
  • Por outro lado, os 286 inscritos a menos não terão todos obtido emprego no concelho. Muitos empregaram-se em concelhos vizinhos, outros desistiram de procurar emprego, outros mudaram de residência.
Usando o mesmo período temporal:

  • de out 2009 a out 2013 no total do país aumentou 34%
  • de out 2013 a jul 2017 no total do país diminuiu 60%
Carregal do sal, 19 de Setembro de 2017.
A Direção de Campanha do PSD