Fundação Lapa do Lobo. Atividades do mês de Julho

Oficina de Arqueologia Experimental

No âmbito do projeto “DIVULGARQ”, que tem como objetivo familiarizar, divulgar e valorizar o passado do Homem no atual concelho de Nelas, decorreu nos passados dias 20 de maio e 3 de junho nas instalações da Fundação Lapa do Lobo, um workshop de arqueologia experimental – olaria pré-histórica, uma organização conjunta com o Projeto Outeiro do Circo/Palimpsesto Lda. e Fundação Lapa do Lobo. A 1ª oficina (20 de maio) iniciou-se com uma apresentação teórica por parte da responsável do projeto Facta (Doutora Ana Bica Osório) em que se apresentaram, entre outros assuntos, alguns sítios arqueológicos do concelho de Nelas referentes ao Calcolítico e Bronze Inicial e, de forma mais alongada, os objetivos da oficina que passaram pela preparação, modelagem (20 de Maio) e cozedura dos recipientes cerâmicos (3 de Junho). A 2ª Oficina (3 de junho) iniciou-se com a análise das peças criadas na oficina anterior, que ficaram a secar durante duas semanas. Posteriormente, após uma sessão de esclarecimento de dúvidas, foram explicitados os passos a seguir e os objetivos que se pretendiam atingir com a realização das duas fogueiras. Entretanto, os participantes na atividade puderam desfrutar de um passeio pela quinta, visitando entre outros locais o moinho de água recuperado, e pelo Circuito Pré-histórico dos Fiais/Azenha, passando pelos seguintes sítios arqueológicos: Orca da Palheira, habitat do Ameal, Outeiro do Rato e Orca de Fiais da Telha. Finda caminhada e já perto do final da tarde foram abertas as duas fogueiras para se recolher as peças e em seguida analisaram-se as características das cerâmicas cozidas, comparando-as com as das cerâmicas pré-históricas. Mais uma vez deixamos um agradecimento muito especial aos funcionários da Fundação Lapa do Lobo, por todo o empenho colocado no apoio a esta atividade. Agradecimentos estes que se estendem também aos elementos dos Bombeiros Voluntários de Canas de Senhorim presentes no decurso desta segunda oficina e também a todos os participantes nesta iniciativa.

(texto e fotos: Palimpsesto )

O CORPO NA PAISAGEM

A primeira semana de férias de Verão, na Fundação Lapa do Lobo (FLL), foi dedicada à dança contemporânea. Entre os dias 26 e 30 de junho, 17 crianças e jovens, com idades dos 7 aos 14 anos, participaram na oficina “O Corpo na Paisagem”, orientada por Yola Pinto e programada pelo Projeto Alcateia – Serviço Educativo da FLL.
A primeira questão foi: Afinal, onde se lê o saber? Há quem diga que é no céu dos olhos, na geometria das montanhas e vales do pensamento, nas palavras escritas pelas nuvens ou até mesmo nas impressões digitais que ficam nos lugares, depois de nós passarmos… Tudo coisas que o nosso corpo decide fazer e descobrir, mesmo quando não nos diz nada! Nesta oficina, as respostas para esta e outras questões começaram por dentro, na dança do tempo interior de cada um, para depois se estenderem ao espaço exterior através do movimento, onde o corpo foi a primeira unidade de medida.
Todos dançaram, observaram, descobriram, pensaram, sentiram, mediram, cartografaram, desenharam, dançaram outra vez, interligaram, saborearam… E, no final, aplaudiram e foram aplaudidos. Isto porque, como habitualmente, a última sessão da oficina terminou com uma breve apresentação pública, através da qual os participantes tiveram oportunidade de partilhar o processo de trabalho com familiares, amigos e outros interessados, no auditório e no pátio exterior da FLL.
Os principais objetivos desta proposta foram: criar espaços de liberdade de expressão e de criação, promover a dança, o movimento e a expressão corporal como recursos criativos, estimular competências expressivas e criativas, proporcionar a descoberta e a experimentação partilhada em processos artísticos de criação, suscitar a reflexão e o debate em torno de temas pertinentes, como a relação do corpo com o outro, o espaço e a paisagem.

(texto e fotos Serviço Educativo FLL)

Audição Final Ano Iniciação Musical, Grupo Cordas e desfile Atelier Artes

No passado sábado, dia 15 de julho realizou-se no Pátio da Fundação, a Audição de final de ano letivo da iniciação musical, grupo de cordas e o desfile do atelier das artes da Fundação. Esta iniciativa partiu das Professoras responsáveis pelos cursos de aprendizagem da Fundação (Carla Loureiro – iniciação musical e guitarra clássica, Irene Lopes – violino e Fernanda Loureiro – atelier das artes), que se organizaram para que pudessem em conjunto apresentar um momento deveras interessante do ponto de vista cultural e lúdico aos pais e restantes familiares das muitas crianças e jovens que usufruem destas ofertas formativas ao longo do ano letivo. Assim, esta tarde cultural iniciou-se com a chegada de 2 jovens alunos do atelier, que trajavam fatos feitos pelos próprios com a ajuda da Professora Fernanda Loureiro e que abriram as apresentações. Já no Pátio da Fundação assistimos ao desfile de roupas recicladas “Do velho se faz novo” estas roupas foram adaptadas e ganharam novas cores, novas adaptações, resultando num belíssimo momento, acompanharam o desfile alguns pais destes alunos. Este momento foi acompanhado pelo grupo de cordas que executou de forma exemplar temas portugueses de cariz mais popular e tradicional. Podemos assistir a alguns momentos a solo brilhantemente interpretados quer pelos alunos da guitarra, quer do violino. Seguiu-se a apresentarão dos mais pequeninos da iniciação musical que trajados propositadamente para o efeito, continuaram a apresentação dentro do mesmo reportório de cariz popular escolhido para esta audição, estes meninos foram no final convidar os pais para um momento muito bonito de uma dança de roda. Terminada que estava a audição, seguiu-se um lanche convívio. A todos (professores, alunos e familiares) a Fundação deixa os mais sinceros parabéns!

(texto e fotos FLL)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies