Carregal do Sal.Dia do Município marcado pela presença do Ministro do Ambiente

O pulsar das gentes do Concelho também se afirma na capacidade de darem azo ao seu contentamento, às suas emoções e à singularidade de bem receberem. Foi assim durante os dias festivos e também assim foi no Dia do Município!
De acordo com o programa, as comemorações iniciaram-se cedo, com o hastear da Bandeira nos edifícios municipais e no edifício dos Paços do Concelho.
Seguiu-se, como habitualmente, a Missa de Sufrágio em homenagem aos funcionários e munícipes falecidos.
Por volta das 15 horas, junto aos Paços do Concelho, nesta Vila de Carregal do Sal, Sua Excelência o Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes foi recebido com guarda de honra dos Bombeiros Voluntários de Carregal do Sal e de Cabanas de Viriato, da Delegação de Oliveira do Conde da Cruz Vermelha Portuguesa e da Sociedade Filarmónica de Cabanas de Viriato. A interpretação do Hino Maria da Fonte e de u

ma Marcha que acompanhou o Senhor Ministro na revista dos Soldados da Paz em parada, traduziu o início do momento alto das comemorações que os presentes puderam constatar e viver intensamente.
Após a assinatura do Livro de Honra no Gabinete do Presidente da Câmara e com o Salão Nobre repleto de individualidades e de convidados, coube ao Presidente da Assembleia Municipal, Carlos Jorge Morgado Gomes, fazer a abertura da Sessão Solene, cuja mesa estava constituída pelo Ministro do Ambiente, Presidente da Câmara Municipal, Presidente da Assembleia Municipal, Provedor do Munícipe e Fernando Pais.


Foi ao autor do livro “Da Guerra à Paz – Carregalenses na Primeira Guerra Mundial”, Fernando Pais, que coube a nobre missão de apresentar a publicação levada à estampa, tendo tido oportunidade de aludir pormenorizadamente ao conteúdo da mesma e aos Carregalenses que estiveram na Primeira Grande Guerra, enfatizando que cada um deles tinha uma página no livro a si dedicada. Abordou e mostrou aos presentes o diário de um beijosense, José Pais dos Santos, relíquia essa religiosamente preservada por um neto, do que o livro atrás mencionado também continha algumas passagens. O livro agora editado foi distribuído, no fim da sessão, a todos os presentes e autografado pelo autor.
A condecoração das Associações Humanitárias dos Bombeiros Voluntários de Cabanas de Viriato e de Carregal do Sal com a Medalha de Mérito Humanitário, Grau Ouro e da condecoração da Sociedade Filarmónica de Cabanas de Viriato com a Medalha de Mérito Cultural, Grau Ouro, acompanhada dos respetivos diplomas, constituíram, por si, momentos únicos de grande regozijo para os presentes, na medida em que as mesmas simbolizam o prémio e a justiça merecida para cada uma destas instituições que, elevadamente, dignificam o serviço público que prestam, em estreita colaboração e aceitação mútua com as comunidades onde se encontram inseridas.
As PME Líder e Excelência concelhias, Carregal Alimentar, L.da, Dimoldura, S.A., Encontrus, L.da, Euroralex, S.A. e DS Smith (P&I), distinguidas como PME Líder 2016; Sociedade Franco Portuguesa de Capacetes, S.A. e Texla, L.da, distinguidas como PME Excelência, tiveram também o seu momento neste Dia do Município, tendo sido entregues os troféus e respetivos diplomas aos respetivos representantes, que de seguida usaram da palavra, agradecendo o gesto da Câmara Municipal.
Tendo tomado posse no dia 14 de julho de 2017, como Provedor do Munícipe de Carregal do Sal, Artur Jorge Saraiva Pereira da Silva, usou da palavra para aludir ao cargo que honrosamente aceitou, aos poderes que lhe foram confiados, afirmando que a criação do Provedor e o exercício das suas competências, assumem particular importância e consolidam as características próprias da administração pública moderna e transparente, que também deve ter a sua expressão nos serviços do Poder Local.
Coube ao Presidente da Câmara Municipal, Rogério Mota Abrantes, fazer as honras do Concelho ao Ministro do Ambiente, enaltecendo o que se tinha passado na Sessão Solene, descrevendo as características e a generosidade das gentes do Concelho, as potencialidades locais em torno dos recursos endógenos, como é o caso da cultura do pinheiro manso, as paisagens naturais, arqueológicas e de património edificado, a gastronomia, os vinhos e licores, os seus valores materiais e imateriais, com especial enfoque para os valores da tolerância e da paz de Aristides de Sousa Mendes.
Referiu-se especialmente às apostas desta Câmara Municipal, afirmando que Carregal do Sal é, atualmente, um Concelho pujante, dinâmico, com estratégia e moderno, assumindo como premissas, para essa modernidade e atratividade, a preservação do Ambiente, nomeadamente no que diz respeito à recolha e tratamento de águas residuais.
Desta forma, referiu que quando iniciaram o mandato havia uma inexistência total de projetos e um desleixo total em torno desta matéria herdado de anteriores executivos, ilustrando o caminho já percorrido, tendo como certeza, sua e da Câmara Municipal, o facto de já ter na sua posse os projetos necessários para levar a bom porto a restruturação da recolha e tratamento de águas residuais, cuja obra tem um custo estimado de oito milhões de euros.
Disse tratar-se de um projeto vital para o Concelho e para a região, a necessitar de incrementos e de reunir consensos, juntar forças e unir esforços, em que todos nunca serão demais, solicitando os bons ofícios e apoio do Governo e do Ministro do Ambiente em particular, para levar por diante, concertadamente, esta grande obra estruturante através do respetivo financiamento, que, no seu entender, terá de ser para a execução de todo o projeto e não apenas de uma parte, face à situação caótica existente em todo o território concelhio.
Após ter recebido uma pequena lembrança do Concelho, o Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, usou da palavra para mostrar o seu contentamento por estar no concelho de Carregal do Sal e por estar a presidir às comemorações do Dia do Município.
Após ter feito uma alusão à forma como as iniciativas estavam a decorrer, descreveu pormenorizadamente as apostas do atual Governo no que ao Ambiente diz respeito e do muito que já foi investido, por exemplo, no Distrito de Viseu, no âmbito da abertura de um concurso anterior, ao qual a Câmara Municipal não tinha podido responder por não ter condições para o fazer. Respondeu de seguida ao repto do Presidente da Câmara, afirmando que o mesmo tinha toda a pertinência e de que no próximo mês de setembro iria ser lançado um novo aviso de abertura, capaz de responder às necessidades que o concelho de Carregal do Sal tem ao nível da recolha e do tratamento de águas residuais. Evidenciou que no âmbito dessa candidatura existiam todas as condições para que uma parte significativa do projeto fosse contemplada.
Já com a Sessão Solene encerrada, o Coro Polifónico NACO CANTAT fez a sua primeira apresentação em público e em pleno Salão Nobre. Apesar da sua juventude mostrou bem as suas capacidades, antevendo-se-lhe um futuro promissor.
À saída, no Átrio dos Paços do Concelho, a Banda da Sociedade Filarmónica de Cabanas de Viriato prendou os presentes com alguns trechos do seu riquíssimo reportório.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies