Tons da Primavera promoveu realizações com grande arte no Street Art 2017

Baco,Dionísio, uma popa e um coelho bravo, um pavão, o capitão Almeida Moreira, pétalas de amor perfeito e uvas, muitas uvas. São já 26 telas a céu aberto e uma instalação (intervenção sobre barricas de vinho do Dão).

This slideshow requires JavaScript.

 Viseu fala de uma “aposta ganhadora” quando se refere à terceira edição do “Tons da Primavera” festival de street art que decorreu entre os dias 18 e 21 de Maio, levando a arte pública ao espaço rural e escolar. “Viseu ganha novas dez paisagens artísticas originais que conferem maior atractividade e identidade aos seus lugares”, sublinha Almeida Henriques, presidente da câmara, perante a obra executada por quatro colectivos e seis artistas. O tema? Viseu enquanto cidade-jardim e cidade vinhateira. Nos muros de Viseu estão agora as assinaturas do Coletivo RUA, Tamara Alves, Pichi & Avo, ADD Fuel, Jorge Abade, Break One e Pedro Podre, assim como dos viseenses Tiago Lopes, Luís Belo e Ana Seia de Matos e o colectivo Ergo Bandits. Quintas de Cão de São Francisco, Pedra Cancela e Quinta de Reis foram alguns dos locais escolhidos, e com motivos alusivos ao vinho, à viticultura e mitologia associada.