Inauguração do novo Edifício Pedagógico da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego

Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior presidiu à cerimónia

This slideshow requires JavaScript.

Inauguração do novo Edifício Pedagógico da ESTGL

A Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, professora Fernanda Rollo, presidiu ontem (14 de fevereiro) à cerimónia de inauguração do novo Edifício Pedagógico, ampliado e requalificado, da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego (ESTGL). A sessão contou com a participação do Presidente do IPV, engenheiro Fernando Sebastião, Presidente da ESTGL, professor José Paulo Lousado, e o Presidente da Câmara Municipal de Lamego, engenheiro Francisco Lopes.

Marcaram presença neste momento alto para a região diversas personalidades da comunidade lamecense, desde a deputada Marisabel Moutela, autarcas, representantes de instituições militares, civis, eclesiásticas e das forças de segurança, até aos dirigentes, docentes, estudantes, funcionários e membros do Conselho Geral do IPV.

Englobada no programa do evento, o primeiro momento assinalou a inauguração da Incubadora de Empresa de Lamego – IEL, espaço municipal que resulta de um protocolo celebrado entre a autarquia lamecense e o Instituto Politécnico de Viseu.

A unidade agora inaugurada destina-se a incentivar o empreendedorismo, tendo como objetivo a criação ou o desenvolvimento de pequenas empresas ou microempresas inovadoras, frutos de projetos de pesquisa e desenvolvimento científico e tecnológico, apoiando-as nas primeiras etapas de suas vidas, e a criação do próprio negócio de alunos/antigos alunos da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego. A ESTGL assegura assessoria empresarial e técnica, apoio e formação gratuita ao Município de Lamego e à população em geral nas áreas para as quais possui competências, nomeadamente Empreendorismo e Oportunidades de Negócio.

Mais tarde, e já nos espaços da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego, a Secretária de Estado e os presidentes do IPV, ESTGL e autarquia local, procederam ao descerrar da placa de inauguração do novo Edifício Pedagógico, seguindo logo após com os convidados para a visita guiada às novas instalações, que passaram a ter novas salas de aula, salas de reunião, gabinetes para docentes e de apoio administrativo e um espaço para a Associação de Estudantes. Criaram-se, ainda, novas acessibilidades e zonas de circulação.

Na sessão solene, que decorreu num dos novos espaços que a ESTGL passou a dispor, o presidente do IPV começou por agradecer “a presença de todos vós e de forma muito especial da Senhora Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Professora Fernanda Rollo, a quem apresento o meu reconhecimento pela disponibilidade que teve em aceitar estar presente nesta cerimónia de inauguração do edifício da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego, após as significativas obras de ampliação e requalificação recentemente concluídas. Tratou-se de um investimento global de 1 milhão de euros, financiado pelo POVT no montante de 816.000 euros. Com esta empreitada foi possível ampliar a área do edifício em mais de 1.000 metros quadrados, com a construção de 4 novas salas de aula, 2 salas de reunião, 9 gabinetes e 1 espaço para a Associação de Estudantes. Criaram-se, ainda, novas acessibilidades e zonas de circulação. Instalou-se um elevador terminando-se, desta forma, com as limitações que existiam no acesso a deficientes.” Referiu ainda que “a empreitada foi executada num prazo muito reduzido, o que só foi possível por ter existido uma excelente coordenação entre os serviços do Instituto, os técnicos do POVT, a direção da escola e também o Presidente da Câmara Municipal e o próprio projetista, que tiveram um papel importante no ultrapassar das dificuldades relacionadas com as entidades que obrigatoriamente temos que consultar para aprovação do Projeto. Não posso deixar, neste aspeto, de referir o papel do Dr. Álvaro Bonito, anterior diretor da Escola que foi meu colaborador de proximidade na coordenação de todo este processo”.

O engenheiro Fernando Sebastião concluiu a sua intervenção endossando os parabéns à ESTGL por “finalmente ter condições de trabalho adequadas, para os seus estudantes, docentes e funcionários e redução da despesa com o aluguer de instalações.”

“A Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego e a sua comunidade académica vivem hoje um dia histórico”. Foi desta forma que o presidente da ESTGL começou a sua intervenção. Prosseguiu evocando a história e o impacto de uma instituição “criada em 1999 como unidade orgânica do Instituto Politécnico de Viseu, a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego tem, desde essa altura, vindo a afirmar-se, na região em geral e na sociedade lamecense em particular, como um Pólo dinamizador e gerador de conhecimento, e também como uma fonte de riqueza para a região. Riqueza, não apenas pelo seu impacto económico, sem dúvida importante, mas também por outros aspetos não menos importantes, designadamente pelo seu contributo na qualificação de pessoas da região e pelo relevante contributo que assume na fixação das populações, numa tentativa de combate à, já demasiado acentuada, desertificação do interior do País”. Terminou a sua alocução agradecendo o contributo de todos para este momento alto para a região “esta cerimónia de inauguração de expansão da escola remete-nos à memória de tempos passados, ainda que recentes, na história desta jovem instituição. Se o caminho se faz caminhando, nestes 17 anos não houve vida fácil para quem aqui trabalha, e principalmente para os estudantes, razão pela qual não poderia deixar de aproveitar esta ocasião para agradecer a todos – pessoal docente, não docente e estudantes – pela paciência, pelo esforço, pelo sacrifício e pelo comprometimento assumidos, diante de todas essas adversidades, em preservarem a escola e o seu sentido de coletivo, permitindo-lhe chegar até aos dias de hoje”. Ao longo destes 17 anos, a ESTGL colocou no mercado de trabalho cerca de 2.000 profissionais qualificados, dos quais aproximadamente 50% são da região, demonstrando claramente a relevância da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego no contexto regional. Entendemos que esses e os atuais estudantes são os nossos embaixadores”.

Antes da intervenção seguinte, houve lugar à exibição de um vídeo que retrata as várias fases da construção do edifício inaugurado.

Na sua intervenção, o presidente da Câmara Municipal de Lamego, começou por referir-se ao Instituto Politécnico de Viseu como “uma instituição de grande dimensão e relevância”, manifestando “o orgulho que sinto por todas as escolas de Lamego, das quais a ESTGL é efetivamente o expoente máximo, o vértice dessa dinâmica, que tem desenvolvido um trabalho notável na formação de quadros superiores, mas também no forte contributo na fixação de jovens e na criação de valor”.

O engenheiro Francisco Lopes encerrou a sua comunicação aludindo ao momento como “mais um passo no caminho do progresso da cidade, do concelho e da região”.

A Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior começou por enfatizar “o gosto imenso em estar aqui”, relevando de seguida o papel do IPV “hoje em dia é por todos reconhecida a importância do Instituto Politécnico de Viseu, um ator decisivo na afirmação da região, porque ajuda a criar a identidade da região e contribui para a fixação de quadros superiores”.

A professora Fernanda Rollo manifestou ainda apreço pela “ligação próxima do IPV e da Escola (ESTGL) ao território, às empresas e a todos os atores da região. E é esta cumplicidade e o trabalho conjunto que promovem o desenvolvimento. Termino agradecendo e felicitando estes casos de sucesso”.

Tempo ainda para um “Espumante de Honra” e para um momento cultural protagonizado pelas tunas da ESTGL: Estudantina Académica de Lamego e a Real Tertúlia Académica Tun’unkacerta.