Duas novas empresas instalam-se em Mangualde. 140 novos empregos deverão ser uma realidade

Uma empresa espanhola e outra norte-americana vão começar a laborar em Mangualde no início de 2018 para fornecer a fábrica da Peugeot-Citroen (PSA), que vai produzir um novo modelo, anunciou hoje o presidente da autarquia, João Azevedo.

Em declarações à agência Lusa, o autarca explicou que as duas empresas – a espanhola do ramo da logística e a norte-americana dedicada à montagem e à metalomecânica – deverão contratar 140 pessoas.

“A movimentação de terras (para instalar as empresas) já está a ser feita e já estão à procura de pessoas disponíveis para formação junto das entidades competentes”, contou o autarca socialista.

O diretor da fábrica da Peugeot-Citroen de Mangualde, José Maria Castro Covello, disse à agência Lusa que a produção de um novo modelo, denominado K9, deverá criar uma terceira equipa de trabalhadores em 2019, que poderá incluir entre 250 a 300 pessoas.

“Além de consolidar a contratação de 250 a 300 pessoas, o novo modelo vai potenciar mais alguns empregos indiretos no concelho e na região”, frisou João Azevedo, congratulando-se por o planeamento deste processo que tem vindo a ser feito desde há três anos estar agora a ter consequências.

O autarca explicou que as empresas “vão ficar junto à PSA”, tendo “uma área de cerca de 17 mil metros quadrados de terreno para a edificação de pavilhões”.

“São empresas de grupos de grande relevo mundial, com milhares de empregados pelo mundo, que acreditaram nesta localização. Podiam ter ficado em Vigo ou noutro sítio qualquer, mas vieram para Mangualde”, sublinhou.

Segundo José Maria Castro Covello, na fábrica de Mangualde trabalham cerca de 725 pessoas, prevendo-se que no lançamento do novo modelo estarão duas equipas, integrando 650 pessoas.

“Uma terceira equipa incluiria 250/300 pessoas. Além das necessidades próprias da fábrica, haverá um aumento do `sourcing` (abastecimento externo)”, adiantou o responsável à Lusa, indicando que dos atuais 4% de compras a fornecedores portugueses se deverá passar para 25% aquando do novo modelo.

Castro Covello referiu que haverá, assim, “100 empregos indiretos de proximidade que se devem criar”.

Atualmente, a fábrica está a ser preparada para o novo modelo (o K9), cuja primeira caixa deverá ser produzida no final deste ano, estando agendado o lançamento do veículo em 2018.

Fonte: RTP on line

Um comentário em “Duas novas empresas instalam-se em Mangualde. 140 novos empregos deverão ser uma realidade”

Os comentários estão encerrados.