Visita-oficina à exposição “A Infância no Tempo” na Fundação Lapa do Lobo

No passado sábado, dia 11 de fevereiro, a Fundação Lapa do Lobo promoveu uma Visita-oficina à exposição “A Infância no tempo” – uma exposição de brinquedos antigos (espólio de Germano Simão), com alguns testemunhos de habitantes da Lapa do Lobo acerca das suas recordações de infância, nos últimos cem anos.

This slideshow requires JavaScript.

A Visita-oficina iniciou com uma visita guiada aos objetos e aos testemunhos expostos e com a visualização de excertos do documentário “A infância no tempo”. Ainda na Galeria, era incentivada uma breve conversa entre todos acerca das brincadeiras de infância nos dias de hoje e sobre a construção de brinquedos.

De seguida, os visitantes foram para o Auditório Maria José Cunha, onde, com a colaboração das professoras Carla Loureiro (Iniciação musical e Grupo de cordas da FLL) e Fernanda Loureiro (Ateliê das Artes da FLL), puderam construir alguns brinquedos e instrumentos musicais através da reutilização de materiais do quotidiano.
Construíram-se um shaker, com cápsulas de café; um automóvel, com rolo de papel higiénico e tampas de garrafa; uma soalha de mão, com paus e caricas e, a terminar, um reco-reco, com um pedaço de cana e uma garrafa de água.

No final, interpretou-se uma canção com recurso aos instrumentos construídos.
Passaram pela Fundação Lapa do Lobo cerca de 50 crianças, em duas sessões diferentes. De manhã, foram as crianças do Ateliê das Artes, do Grupo de Iniciação Musical e parte do Grupo de Cordas da FLL. De tarde, foram os escuteiros do Agrup. 604 de Canas de Senhorim – secção dos Exploradores.
Uma experiência salutar e a repetir.

Texto e Fotos : Fundação Lapa do Lobo