Centro Social Prof Elisa Barros Silva esclarece que família Síria que iria ser acolhida encontra-se em “paradeiro desconhecido”

Em comunicado na rede social Facebook, o presidente da direção do centro social esclarece que “tínhamos tudo preparado para ir receber ao aeroporto de Lisboa, tal como havia sido comunicado, ontem, dia 17.01.2017, a jovem família Síria, acolhendo-a em Cabanas de Viriato, ao abrigo do nosso projecto “Acolher em Memória de Aristides de Sousa Mendes”. Contudo, como poderão verificar pelo teor de parte do e-mail recebido no final do dia 16 (segunda-feira), “…De acordo com informação do SEF, a família Al Marei (referenciada com os nºs 135 a 136) não irá ser transferida amanhã, por se encontrar com Paradeiro Desconhecido. Caso exista alguma alteração face a esta questão, remetemos a informação para vosso conhecimento…”

“Relativamente a estas situações, de momento, deveremos aguardar para saber se a família será transferida em data futura, dado que o paradeiro desconhecido poderá estar relacionado com dificuldades em conseguir entrar em contacto com a família. Porém, se não houver informação sobre a chegada futura desta família, contaremos convosco para o acolhimento de uma nova família, tendo em conta que a PAR vai acolher mais famílias nos próximos meses”.
Assim, teremos que aguardar e aproveitar para agradecer às diversas pessoas e Entidades que contactaram a Instituição, disposta a apoiar.
(Luís Fidalgo – Presidente da Direcção)