Assembleia Municipal de Nelas aprova Orçamento com nove votos contra

O orçamento da Câmara Municipal de Nelas foi ontem aprovado em Assembleia Municipal,  com 15 votos  a favor ,nove contra  e duas abstenções (as bancadas do PSD e CDS votaram contra, exceto o deputado municipal Pedro Moreira que se absteve, assim como o deputado da CDU,Manuel Fonseca). Este último acusou o executivo de com o documento mostrar o seu “eleitoralismo descarado”. Depois de saudar os 40 anos do poder local democrático e de apresentar uma moção sobre a reposição das freguesias de Aguieira e Moreira, Manuel Fonseca criticou o facto de “dos 21 milhões das despesas de investimento orçamentadas, apenas têm financiamento assegurado 5,8 milhões, correspondendo a 27% do planeado”. “Conclui-se por essa análise, que muitas das obras inscritas vão ficar no papel e figuram nestes documentos para dar resposta “eleitoralista” aos que se sentem frustrados por não verem concretizadas, até ao momento, obras que haviam sido prometidas”, afirmou.

A CDU evidenciou também que “obras previstas e com verbas definidas para 2016, desapareceram ou passaram a uma verba simbólica para 2017, denotando a falta de planificação e de rigor com que o Executivo elabora o Orçamento e as GOPs”, assim como nas Grandes Opções do Plano, onde se assiste “a uma diminuição drástica de várias verbas comparadas com 2016, nomeadamente: Ensino não Superior (menos 507.384€),  Acção Social (menos 43.844€), Transportes Rodoviários (menos 180.884€), Comércio e Turismo (menos 36.720€), Outras Funções Económicas (menos 269.299€)”.

Requalificação das 4 Esquinas em Nelas é uma das principais despesas de capitalAguieira e Moreira, Manuel Fonseca criticou o facto de

Lembramos que o orçamento para 2017 regista um nível total de despesa e receita de 13,6 milhões de euros, uma redução de 2,4 milhões face ao inicialmente proposto pelo executivo PS, liderado por Borges da Silva. De entre as diversas despesas de capital, ou seja, investimentos programados, destaca-se a área do ambiente, com o forte investimento na ETAR III de Nelas e respetivo sistema intersetor, com um valor inscrito de 2,4 milhões. Esta é a maior despesa prevista, condizendo com o grande desígnio a que se propôs Borges da Silva neste mandato : resolver o grave problema ambiental do concelho.

A requalificação urbana da Praça do Município (272 mil euros) é outra das despesas relevantes, numa intervenção de reabilitação candidata ao programa das ARU´s, que abrangerá também as 4 Esquinas (que tem um valor de 111 mil euros), entre outras áreas da vila de Nelas.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies