Lar da Misericórdia rejeita acusações de mau funcionamento e informa que “a denúncia apresentada não corresponde à realidade fáctica

A Diretora Técnica do Lar da Misericórdia de Carregal do Sal, respondendo ao nosso pedido de esclarecimentos sobre a atual situação da instituição e sobre a inspeção da Segurança Social, na sequência de denúncias apresentadas, esclarece :

A denúncia apresentada não corresponde à realidade fáctica. Como é do conhecimento público a Segurança Social realiza ações de acompanhamento técnico em todas as instituições particulares e de solidariedade social, 
devendo inclusivamente fazê-lo de seis em seis meses. Ora, a nossa Instituição não foi excepçao, foi alvo de uma ação de acompanhamento técnico tal como determina a lei.
Informamos que a nossa valência de ERPI encontra-se em funcionamento desde Fevereiro de 2003 e ao longo destes anos a instituição sempre teve a preocupação de prestar um serviço de qualidade e proporcionar uma 
velhice condigna aos seus utentes. Para o efeito, sempre procurou ter uma equipa de profissionais e colaboradores responsável, dinâmica, coesa e motivada. Contando com médicos, fisioterapeutas, enfermeiros, técnicos 
de serviço social, animadores socioculturais, cozinheiros, ajudantes de cozinha e auxiliares de lar e centro de dia, proporcionando formação contínua quer internamente quer através de entidades externas.
Tendo realizado obras ao longo dos anos sempre pensando no conforto e bem-estar dos utentes e dos colaboradores. As nossas instalações podem ser visitadas e nada do que refere a denúncia será encontrado.
Aliás muito se estranha tal denúncia, atendendo que esta instituição não conhece este “familiar” e que certamente nunca visitou as nossas instalações.