Educação Ambiental mobiliza mais de três mil participantes em Oliveira do Hospital

O Município de Oliveira do Hospital tem feito um grande investimento em educação ambiental através da dinamização de diversas atividades que tiveram mais de três mil participantes, ao longo do ano letivo 2015/2016. As iniciativas foram desenvolvidas nas áreas do Ambiente e Energia e da Proteção Civil e Defesa da Floresta junto dos alunos dos estabelecimentos escolares públicos e privados do concelho, do pré-escolar ao ensino superior, tendo o plano de atividades sido concertado com os vereadores dos pelouros do Ambiente, da Educação, e da Floresta e Desenvolvimento Rural.

Considerando que a educação ambiental é um processo de caráter contínuo, de investimento em consciencialização, ao longo do ano letivo transato os técnicos desenvolveram um total de 12 atividades diferentes, a maioria em período escolar, e duas delas durante as férias escolares integrando as atividades “Férias Criativas da Páscoa” e “Férias Ativas” dinamizadas pelas Bibliotecas Públicas Municipais, sendo que dentro destas duas foram realizadas onze ações diferentes.

No total das atividades participaram 3029 pessoas, das quais 73% foram alunos que avaliaram positivamente todas as atividades desenvolvidas, idealizadas localmente pelo grupo técnico e outras integradas em iniciativas anuais de âmbito nacional. De registar que atividades como “A Terra Treme”, “Semear para Crescer” e “Deixa a Tua Marca” obtiveram cem por cento de satisfação tendo sido consideradas atividades “Excelentes” cujos participantes voltariam a repetir.

Como referiu o vereador do Ambiente, José Francisco Rolo, durante a apresentação do relatório em reunião do executivo, “estamos a formar novas consciências, este é um trabalho brilhante de educação e sensibilização ambiental trabalhando com as crianças por forma a tomarem consciência do meio que os rodeia, adquirindo conhecimentos, valores, hábitos e experiências que contribuam para o seu enriquecimento pessoal aprendendo a valorizar e a cuidar dos espaços naturais.

Este programa de atividades estimula a criatividade e o engenho na conceção das ações e com recurso a consumíveis, como lápis, folhas de papel, cartazes, e a materiais recicláveis proporciona um ganho elevado no que se refere ao envolvimento, sensibilização e responsabilização social e ambiental de todos os envolvidos nas iniciativas contribuindo para a satisfação dos intervenientes e a sua alteração de comportamentos bem como para a aprendizagem de novos conceitos de educação ambiental, sustentabilidade e educação cívica.

De referir que as atividades letivas contaram com o apoio de diversos parceiros, a saber: Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital; EPTOLIVA – Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil; ESTGOH – Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital; IPSS com valência de jardim de infância; membros da Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (ADESA, Bombeiros Voluntários de Lagares da Beira e de Oliveira do Hospital, CAULE, Cooperativa Agro-Pecuária da Beira Central, Cooperativa dos Agricultores de Alvoco das Várzeas, GNR, Juntas de Freguesia) e a ADI – Agência para o Desenvolvimento Integrado de Tábua e Oliveira do Hospital.

Refira-se que uma das novas  linhas de ação deste Programa de Educação Ambiental será o projeto #HoradeCuidar vocacionado para a conservação dos 25 hectares de área reflorestada no concelho de Oliveira do Hospital. E que este conjunto de ações tem também contribuído para o reconhecimento do Município de Oliveira do Hospital como um Eco Município associado a práticas de sustentabilidade reconhecidas pela ABAE com o galardão ECOXXI.