Especialistas debatem em Oliveira do Hospital o tema “Perturbação de  Hiperatividade com Deficit de Atenção”

Diretor do Programa Nacional para a Saúde Mental na abertura do seminário

Numa altura em que está prestes a começar o ano letivo, vários especialistas nacionais vão estar esta sexta-feira, dia 9 de setembro, no Município de Oliveira do Hospital, para debater um grande tema da atualidade – a “Hiperatividade e Deficit de Atenção: dos mitos ao conhecimento científico”, que é hoje uhiperatividade-e-deficit-de-atenc%cc%a7a%cc%83om dos problemas com mais impacto ao nível das condições de desenvolvimento da infância e adolescência.

Na abertura deste seminário, que começa  às 9h00 na Casa da Cultura César Oliveira, estará o diretor do Programa Nacional para a Saúde Mental da Direção Geral da Saúde,  Álvaro de Carvalho, um médico psiquiatra que se tem vindo a insurgir publicamente contra a administração indevida de psicofármacos, sobretudo, em crianças e jovens que apresentam problemas de Perturbação de  Hiperatividade com Deficit de Atenção (PHDA).

A PHDA é atualmente uma das principais questões de saúde mental, estimando-se que cerca de 5 por centos dos jovens em idade escolar têm dificuldades de concentração nas aulas.

Este seminário, que se destina a médicos, técnicos de saúde, professores e educadores, técnicos de IPSS, CPCJ, pais e encarregados de educação e comunidade educativa em geral, juntará assim à mesma mesa alguns dos grandes especialistas nacionais nas áreas da Psiquiatria, Pedopsiquiatria, Psicologia e Investigação, para uma grande reflexão sobre como se viver com a PHDA, nas vertentes práticas e científicas.

Realizado pela Equipa de Saúde Mental Comunitária do Pinhal Interior Norte, em parceria com o Município de Oliveira do Hospital, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Oliveira do Hospital e a Unidade de Cuidados na Comunidade Pinheiro dos Abraços, o seminário pretende também comemorar um ano de atividades da Equipa de Saúde Mental Comunitária do Pinhal Interior Norte (ESMC PIN), coordenada pela psiquiatra Célia Franco, que  também intervirá na Casa da Cultura César Oliveira para fazer a reflexão necessária sobre o trabalho desenvolvido pela ESMC PIN, a realidade em que se insere e os desafios que se colocam na prestação de cuidados de saúde nos vários segmentos da população.

O evento é creditado, para os docentes participantes, pelo Centro de Formação de Associação de Escolas Coimbra Interior.