Ministra da Presidência inaugurou a 25ª Feira do Vinho do Dão

Maria Manuel Leitão Marques fez questão de estar presente na abertura do certame e defendeu um SIMPLEX para o setor do vinho

Com uma sessão solene marcada pela homenagem da Confraria Enófilos do Dão ao Confrade João Barbosa, de Penalva do Castelo, fundador da Adega Cooperativa,representando ainda uma família de três gerações vinhateiras, e pelas homenagens a 25 personalidades ligadas ao mundo vínico do Dão e a todos os municípios que integram a região demarcada, com muitas presidentes de Câmara e vereadores presentes, abriu portas ontem a 25º Feira do Vinho do Dão em Nelas, com a presença de mais de 50 expositores de vinho, na Praça do Município.

This slideshow requires JavaScript.

Borges da Silva, edil de Nelas, lamentou que as grandes expectativas com o PROVER (programa inserido no Portugal 2020 de apoio ao setor do vinho), não tenham, até ao momento, sido levadas à prática, considerando escasso o montante atribuído de três milhões de euros para toda a região centro. “Esta Feira do Vinho em Nelas é o nosso bem mais precioso, sendo o fator de maior atratividade deste território”, declarou, fazendo menção ao grande esforço que a autarquia tem feito em termos de orçamento municipal, para promover a vitivinicultura do concelho.

Arlindo Cunha, presidente da CVR do Dão, revelou que “nos primeiros sete meses deste ano, aumentámos em cerca de 10‰ a quantidade de selos emitidos, face ao mesmo período de 2015”. “Estamos a viver uma grande dinâmica, com uma imagem de qualidade muito consensual, num produto diferenciado face às outras regiões, e em que estamos a saber comunicar essa diferenciação”. “Ainda há contudo um longo caminho a percorrer e os grandes desafios que temos pela presente são precisamente comunicar cada vez melhor e aposta na investigação, face a alterações climáticas cada vez mais intensas”, adiantou.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies