Mãe de Bruno “O Francês” assegura que “esta situação não vai ficar por aqui”

Na sequência da violenta agressão com um ferro, por um indivíduo de etnia cigana, na madrugada da passada Quinta Feira no seu Bar, Bruno “O Francês” foi transportado de ambulância do INEM para o Hospital Distrital de Viseu e posteriormente para o Hospital da Universidade de Coimbra, onde já foi sujeito a uma primeira cirurgia e está em risco de ficar sem visão do olho agredido.

O alerta tinha sido dado às 02h29 da referida madrugada, tendo sido acionado o INEM. No local os Bombeiros de Nelas, primeiros a chegar, verificaram desde logo o estado de graves ferimentos de Bruno Fonseca, como escoriações junto ao olho e nariz e muitas dores. Os paramédicos efetuaram uma lavagem do mesmo, tendo colocado pensos, isto quando já mostrava falta de visão. Depois de transportado para o Hospital Distrital de Viseu, onde permaneceu algumas horas, foi transferido para Coimbra.

Somente depois da ambulância chegaram ao local agentes da Guarda Nacional Republicana. Esta informação foi-nos confirmada pela mãe do agredido, que nos adiantou ter-se deslocado de França para estar junto do seu filho no Hospital. Ao nosso jornal Fernanda Fonseca garante que tudo irá fazer para que está situação “não passe impune”.