Balanço das ações de patrulhamento e vigilância das florestas aponta para 276 identificados por crime de incêndio

Na sequência das diversas ações realizadas pelos militares e civis da GNR, no sentido prevenir e reprimir situações de potencial risco associadas aos incêndios florestais, desde o início do ano e até ao dia 7 de agosto, foram identificas as seguintes situações:

  • 1 534 autos de notícia pelo crime de incêndio;
  • 276 indivíduos identificados pelo crime de incêndio;
  • Sete detidos por suspeitas do crime de incêndio;
  • 753 autos de contraordenação no âmbito do Decreto-Lei 124/2006, de 28 de julho, do Sistema Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios, distribuídos pela seguinte tipologia de infrações:
No que diz respeito aos autos de contraordenação, no âmbito do Decreto-Lei anteriormente identificado, foram elaborados nos anos de 2014 e 2015,  respetivamente, 2421 e 2619 autos.

Além das ações de patrulhamento e vigilância das zonas florestais, que foram reforçadas desde o dia de ontem, a GNR participa ainda na primeira intervenção nos incêndios florestais, na validação e medição das áreas ardidas nos incêndios florestais e na investigação das suas causas.

A GNR apela a que todas as pessoas possam contribuir para essa mesma prevenção e vigilância, abstendo-se de praticarem atividades consideradas de risco, como a realização de fogo junto a áreas florestais, e fornecendo informações aos militares da GNR de atividades que levem à ocorrência de incêndios, que fazem perigar a vida de muitas pessoas e colocar em causa o património de muitas mais.

Devido à ocorrência de incêndios, registam-se atualmente alguns condicionamentos à circulação rodoviária, designadamente:

·           IP5 (nos dois sentidos), no Concelho de Viseu – Alternativas: EN 228, AE25 e EN337;

·           EN330 (nos dois sentidos), zona de Maceira (fornos de Algodres), concelho da Guarda – Alternativas: Estrada municipal 587-4.

Toda a informação relativa à circulação rodoviária será disponibilizada 24 horas por dia, através do Centro de Comando e Controlo Operacional da GNR (CCCO/GNR) – 213 217 000 ou pela linha SOS Trânsito – 808 201 855.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) tem neste momento empenhados 500 militares do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) nas ações de combate aos incêndios florestais, distribuídos pelas seguintes áreas de intervenção:

  • 160 militares a guarnecerem 23 meios aéreos (18 ligeiros e 5 médios), empenhados nas ações de 1.º intervenção aos incêndios;
  • Quatro grupos de ataque ampliado, encontrando-se neste momento três grupos a combater incêndios no distrito de Viana do Castelo e um no distrito do Porto.

Durante o mês agosto foram já concretizadas 462 saídas helitransportas pelos militares do GIPS, tendo sido combatidos e extintos na fase inicial 195 incêndios. Desde o início do ano foram registadas 1 716 saídas de helicóptero, para combate e extinção na fase inicial de 894 incêndios.

Disponibilizamos link com imagens de ações de combate realizadas pelos militares do GIPS: https://goo.gl/OcUoKJ

 

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies