Portugal em chamas. ANPC sinaliza 99 incêndios no continente com mais de 2 300 bombeiros no combate

Às 5h30 da madrugada a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) revelava a existência de 99 incêndios rurais em Portugal continental, que estavam a mobilizar 2.379 pessoas e 721 meios terrestres de combate às chamas.

O incêndio que há vários dias lavra no Parque Nacional da Peneda-Gerês foi hoje dominado e está em fase de resolução, segundo a página na internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

No terreno, às 5h30, continuavam 80 homens, apoiados por 25 viaturas, a combater o incêndio, que teve início na quinta-feira de manhã na localidade de Peneda, concelho de Arcos de Valdevez, distrito de Viana do Castelo.

O incêndio florestal que mobilizava mais meios às 5h30 é o que lavra há mais de 24 horas na serra da Freita, em Arouca, onde 215 pessoas e 71 viaturas combatem as chamas.

O distrito do Porto continuava a ser aquele que tinha mais fogos ativos: 34, que estavam a ser combatidos por 541 operacionais apoiados por 166 viaturas, segundo a ANPC.

A maioria dos fogos está concentrada nos distritos de Aveiro, Porto, Braga e Viana do Castelo. A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) planeia enviar meios aéreos para os incêndios de maiores dimensões na manhã desta segunda-feira, como revelou o responsável daquela organismo, Carlos Guerra.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies