Endesa vai investir pelo menos 1,5 milhões em obras no concelho de Nelas. Freguesia de Senhorim absorve 46%

As obras, resultantes da compensação pelo cancelamento das Barragens de Girabolhos e Bogueira, deverão estar concluídas até meados de 2017 e contemplam, entre outras áreas, a requalificação de estradas (São João do Monte a Póvoa de Luzianes ; EN 231 ; Estrada Moreira-Nelas ; Variante de Aguieira ; Zona Industrial de Nelas , entre outras) e área social (edifício para centro de dia de Senhorim, entre outras).

Na sequência do cancelamento da construção da Barragem de Girabolhos e da Barragem da Bogueira no Rio Mondego, os Municípios de Nelas, Gouveia, Mangualde e Seia assinaram no dia 30 de Junho de 2016, no Ministério do Ambiente em Lisboa, na presença do Ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, e dos secretários de Estado do Ambiente Carlos Martins e da Energia Jorge Seguro, os protocolos que concretizam o acordo alcançado com a empresa “Endesa” e “HidroMondego”  (empresa portuguesa daquele grupo espanhol), cabendo ao Concelho de Nelas investimentos nos próximos meses de mais de 3 milhões de euros.
Assim, a “Endesa” vai disponibilizar diretamente pelo menos 6 milhões de euros para apoiar diversos investimentos nos municípios afetados, sendo para cada um dos referidos municípios uma verba de 1,5 milhões de euros, para implementar um conjunto de medidas destinadas a melhorar a vida das populações, como forma de atenuar o impacto do referido cancelamento.
Durante a reunião da assinatura do protocolo que concretiza os investimentos diretos da Endesa, o Ministro do Ambiente (fortemente empenhado sempre na concretização destas medidas de compensação aos municípios, como o reafirmou em Nelas aquando da sua visita em 24 de Junho passado para apadrinhar a estratégia ambiental do município de Nelas para os próximos anos) comprometeu-se também a reunir novamente com os Presidentes dos quatro municípios em Setembro próximo e a inscrever em aviso próprio do PO SEUR ( fundo comunitário do Portugal 2020) um apoio no montante de mais 1,5 milhões de euros para projetos relativos a água e saneamento para cada um dos municípios de Nelas, Mangualde, Gouveia e Seia.
A “Endesa” assumiu o compromisso de realizar no Concelho de Nelas a partir de agora e meados do próximo ano de 2017 os investimentos seguintes: 1. Rede viária: Requalificação com pavimentação, sinalização, drenagem e colocação de proteção de: 1.1 Estrada Municipal de São João do Monte a Póvoa de Luzianes no montante de 194 mil euros; 1.2 Estrada Nacional 231 Nelas/Seia a Caldas da Felgueira no montante de 241 mil euros; 1.3 Estrada Municipal Moreira Nelas, Fase 1 em Moreira, no montante de 86 mil euros; 2. Arruamentos: com infraestruturação, pavimentação, pluviais, passeios, sinalização : 2.1 Rua da Soma em Santar no montante de 145 mil euros; 2.2 Variante de Agueira no montante de 140 mil euros; Rua do Castelão em Lapa do Lobo no montante de 157 mil euros; 3. Área Social: 3.1 Recuperação do edifício para Centro de Dia e apoio domiciliário em Vila Ruiva na freguesia de Senhorim no montante de 90 mil euros; 3.2 Recuperação do edifício para Centro de Convívio na Escola Primária da Vila, na mesma freguesia de Senhorim, no montante de 32 mil euros; 4. Apoio ao desenvolvimento Industrial : Infraestruturação e pavimentação dos seguintes arruamentos industriais: 4.1 Rua paralela à empresa “Faurécia” na Zona Industrial 1 de Nelas no montante de 121 mil euros; 4.2 Prolongamento do arruamento até á empresa “Qbeiras” na mesma zona industrial no montante de 83 mil euros; 4.3 Arruamento paralelo e de acesso ao “Ecocentro” na Zona Industrial do Chão do Pisco em Nelas no montante de 89 mil euros; Área Ambiental: requalificação de todas as 19 fossas em etars que servem as populações dispersas nas 13 localidades da freguesia de Senhorim e de mais 11 fossas em outras freguesias ( nomeadamente Fontanheiras, Póvoa de Santo António, Pisão e Vale de Madeiros) que complementarão as Etars de maior dimensão em construção ou já candidatadas ( Etars de Santar 1 e 2 , Etar de Vilar Seco, Etar de Aguieira e Carvalhal Redondo, Etar de Moreira e Etar da Lapa do Lobo) ou a candidatar em Setembro ( Etars da Zona Industrial da Ribeirinha/Vale de Madeiros/ Lameiras), no montante de 137 mil euros.
Como se vê os investimentos na freguesia de Senhorim ou nos seus acessos (caso da estrada marginal das Caldas da Felgueira) serão de mais de 46% e na área industrial, com o consequente aproveitamento de todas as freguesias, é superior a 20%.
No acordo está ainda prevista a possibilidade de apoio direto da “Endesa” a obras em associações do concelho que das mesmas necessitem e caso venha a ser concedido mais apoio por parte da empresa.
O Presidente da Câmara Municipal de Nelas, José Borges da Silva, que pessoalmente negociou e assinou o acordo referido no âmbito de um mandato de confiança na negociação das contrapartidas que lhe foi manifestado em reunião de Câmara de 27 de Abril passado por praticamente todos os vereadores, e ali o vai levar para ratificação na próxima reunião de Câmara, acredita que com a assinatura deste protocolo, com valores manifestamente muito acima das expectativas de todos, é possível atenuar as consequências da não execução da Barragem, ao mesmo tempo que permitirá reforçar a estratégia de investimento previsto para o Município e, consequentemente, efectuar um conjunto de obras, nomeadamente melhorias nas infraestruturas sociais, ambientais e reabilitação de arruamentos e de espaços rodoviários e de zonas industriais, contribuindo, assim, para a melhoria das condições de vida dos munícipes, quer da freguesia de Senhorim quer de todo o Concelho de Nelas.

Press Release CM de Nelas

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies