“Não disponho de tempo para comentar análises e estados de alma, ainda por cima requintados e requentados”

“A minha preocupação e obrigação fundamental foi, é e será sempre,assegurar a gestão da Câmara e o regular funcionamento e desenvolvimento do Município e bem estar das populações”, começou por afirmar o Presidente da Câmara de Nelas, por nós instado a comentar as declarações de Alexandre Borges, que coloca na agenda a eventual retirada de poderes a Borges da Silva. O edil de Nelas reitera que “trabalho das 7h ás 22h todos os dias, e estou sempre disponível. Por isso serei,como espero, julgado pelo povo nas eleições de 2017”, acrescentando não dispor de tempo para “comentar análises, estados de alma, ainda por cima requintados e requentados pelos acontecimentos que concretizaram a demissão do antigo Sr.Vice Presidente”.
“Como tem visto e continuará a ver proximamente o concelho tem à sua frente a possibilidade de investir nos próximos dois anos mais de 15 milhões de euros ( Etar´s, Aru’s, Indústria , Água, etc.) e o Presidente de Câmara tem que ser o referencial de confiança e estabilidade que garanta a concretização desses projetos”, sustenta ainda, para rematar “assim, como venho fazendo com outros vereadores que perderam o poder que obtiveram agarrados a Presidentes ganhadores, e que julgavam perpétuo, não comentarei mais qualquer intervenção ou análise do ex Vice Presidente”.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies