Aires dos Santos. Militante fiel do PS há mais de 20 anos apoia incondicionalmente Borges da Silva

De partida para mais um grande evento cultural, no 10 de Junho (Dia das Comunidades Portuguesas), onde  irá expor as suas obras em Genéve (Suiça), o artista plástico Canense sentou-se connosco no Senta Aí , para mais uma conversa intimista, com muito arte, e muita política à mistura, não fosse a política uma arte, ou pelo menos repleta de artistas.

Este grande embaixador da cultura Canense, da região e do país, é desde a primeira hora um fervoroso apoiante de Borges da Silva. E assim se mantém : “o trabalho desenvolvido tem sido muito positivo em todas as áreas, como o ambiente, a cultura, a industrialização, o turismo e o emprego”. “Defendo a sua recandidatura, pois quem ganha tem direito a uma segunda oportunidade”, diz-nos, mostrando-se novamente pronto para a luta político-partidária “difícil” que se avizinha. “Fui dos que mais trabalhei para a eleição do presidente da Câmara e estou novamente disponível”, revela. “Até ao momento tem toda a minha confiança e todo o meu apoio”, declara, admitindo que o PS está muito dividido, mas acredita que “ainda é possível, dando tempo ao tempo, pacificar as coisas”. “O tempo de fazer uma omelete é diferente de fazer um cozido, ou seja,com paciência e com diálogo e também com a estratégia vinda de cima, é possível estarmos unidos,porque o partido não quer andar de derrota em derrota e não nos esqueçamos que nas últimas eleições sofremos a derrota mais pesada de sempre (cinco vereadores, contra dois)”, sustenta, defendendo que “o trabalho de equipa é fundamental para alcançar os objetivos, pois o poder autárquico não se esgota na figura do presidente da Câmara”. Não perca na edição impressa do jornal toda a entrevista.

Catedral de Genéve por Aires dos Santos :

13282338_262321127452652_1818113735_o

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies