Alexandre Borges afirma “não ter feitio para guerrilhas” e relaciona o seu afastamento com o processo Rui Neves

Alexandre Borges, em declarações à agência Lusa, explicou que “a única divergência que me ocorre ter tido com o presidente da Câmara de Nelas está relacionada com a atribuição de subsídios de reintegração a antigos autarcas”.

“Não é meu feitio criar guerrilhas, mas calculo que tenha a ver com isso. O despacho da exoneração de hoje até tem a data rasurada, sendo a data inicial de 14 de outubro de 2015, daí que relacione com essa votação relativa à atribuição de subsídios de reintegração, com os quais não concordo, mas tenho consciência de que se foram pagos ao ex-presidente José Correia, também tinham de ser pagos ao ex-vereador Rui Neves, tal como o tribunal veio a decidir”, adiantou ainda o ex Vice Presidente da Câmara, militante do PS, que assegurou manter-se no cargo de Vereador, agora em regime de não permanência.

 

Um comentário em “Alexandre Borges afirma “não ter feitio para guerrilhas” e relaciona o seu afastamento com o processo Rui Neves”

  1. Não tenho conhecimento profundo do caso do(s) subsídio de reintegração! Face ao clima de confrontação quase permanente entre os que estão no poder e os que estão na oposição e, pasme-se, até entre os que estão no poder só é de estranhar a capacidade de resiliência do Alexandre! Mas estou certo que tem a solidariedade da maioria esmagadora dos canenses.

Os comentários estão encerrados.