Texla é líder Europeia no fabrico de tecidos laminados e emprega 30 pessoas em Carregal do Sal

“Portugal continua a ser um ponto estratégico para o grupo Texla”, afirmou recentemente o presidente do Grupo Sueco, Pär Palmgren. Sedeado em Gotemburgo (Suécia), o Grupo possui unidades de produção em Portugal, Bélgica e República Checa. A filial portuguesa, localizada em Carregal do Sal, dedica-se à produção de tecidos laminados, maioritariamente para a indústria automóvel.

Atualmente a fábrica tem 30 trabalhadores e perspectiva a expansão das suas instalações para aumentar a área de corte. A empresa-mãe na Suécia já reconheceu que a unidade portuguesa demonstra “um grande know how e uma excelente capacidade para desenvolver relações de confiança, que se revelam muito importantes neste negócio”. “É uma excelente equipa de trabalho, estão connosco há muitos anos e são, sem dúvida, uma mais-valia para o Grupo Texla”, sublinhou Pär Palmgren.

Fundada em 1962, a Texla é hoje um dos “players” mais experientes do setor, afirmando-se como a maior empresa privada independente da Europa a fabricar tecidos laminados. Atualmente fornece as grandes empresas mundiais do setor automóvel, com produtos laminados.

O presidente da Câmara de Carregal do Sal, Rogério Abrantes, acompanhado da sua vereadora, Ana Cristina Borges, visitaram ontem a empresa, inteirando-se da sua estratégia,produtos, processo produtivo e colaboradores. Esta visita foi por nós também acompanhada, depois de termos respondido afirmativamente ao convite dirigido pela empresa.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies