Manuel Marques ouvido na Assembleia de República sobre a manutenção de raças autóctones em risco

A Análise, discussão e decisão de atuação face ao congelamento de novas candidaturas ou de aumentos dos compromissos existentes da ação de “manutenção de raças autóctones em risco”, foi objeto de uma Comissão Parlamentar em que esteve presente o presidente da Ancose, Manuel Marques.
“Fomos informados pelo Sr. Ministro da Agricultura que não haveria novas candidaturas ou aumentos de efetivos até ao final deste quadro comunitário (2020) por haver um “buraco” de 300 milhões de euros na medida 7 – Agricultura e recursos naturais”, referem os dirigentes associativos, que foram ouvidos em Comissão Parlamentar, onde deixaram algumas ideias chave como : “as raças autóctones são rentáveis, sendo raças de nichos de mercado e estão todas sob risco, pois não têm efetivos que lhes permitam grandes voos e assim necessitam de apoios e que só com os animais se mantêm as pessoas nos territórios de interior, já de si depauperados”.
OUVIDOS na Sessão foram : FERA – Federação Nacional das Associações de Raças Autóctones e a FEPAB – Federação Portuguesa das Associações de Bovinicultores.
  Pedro Espadinha (Presidente da FEPABO)
  Rui Dantas (Presidente da FERA)
  Rui Dinis (Vice-Presidente da FERA)
Manuel Marques (Presidente da ANCOSE)