Via dos Duques fica para as calendas mas governo vai intervir no IP3 a partir de Junho

Depois do anúncio do adiamento “sine die” da construção da nova auto estrada entre Coimbra e Viseu (Via dos Duques), é intenção do novo executivo liderado por António Costa requalificar o IP3. Fonte da empresa pública Infraestruturas de Portugal, revelou ao Correio da Manhã que “os trabalhos de reparação do IP3 terão início em Junho deste ano e prolongar-se-ão por muito tempo”. 
Numa estrada conhecida pelos elevados níveis de sinistralidade – só em 2015 registaram-se ali 77 acidentes com 10 vítimas mortais – o IP3, construído há 10 anos, esgotou completamente a sua capacidade de resposta face ao atual volume de tráfego, e é considerado o mais perigoso do país.
São 77 quilómetros de estrada, cheios de buracos, deslizamento de terras, falta de sinalização, falta de separadores centrais, formação de lençóis de água, entre outros graves problemas. Lembramos que o presidente do Conselho de Administração da Fundação Lapa do Lobo, Carlos Torres, remeteu-nos em Janeiro uma carta que dirigiu à Infraestruturas de Portugal a denunciar o estado “calamitoso” desta via.