Nelas, Gouveia, Fornos de Algodres e Mangualde constituem a Rede de Territórios do Alto Mondego

Os Municípios de Nelas, Gouveia, Fornos de Algodres e Mangualde assinam no próximo dia 8 de Março pelas 18 horas, no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Gouveia o protocolo de constituição da Rede de Territórios do Alto Mondego. 
O protocolo tem por objetivo a operacionalização de uma Rede que visa o desenvolvimento dos territórios do Alto Mondego alavancando novo tecido económico com base em dinâmicas de criatividade, inovação, empreendedorismo e internacionalização.
A Rede de Territórios do Alto Mondego é constituída por Entidades do Sistema Científico e Tecnológico Nacional, nomeadamente o Instituto Politécnico de Coimbra, Instituto Politécnico de Viseu, Instituto Politécnico da Guarda, Instituto Politécnico de Castelo Branco, Universidade da Beira Interior e Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.
Para além das autoridades urbanas, são parceiros da rede a Agência para a Competitividade e Inovação (IAPMEI), a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), a Direcção Regional de Cultura do Centro (DRCC), a Turismo do Centro – Entidade Regional de Turismo e Pequenas e Médias Empresas dos territórios das Autoridades Urbanas.

A articulação entre parceiros pretende contribuir para a criação de valor económico e social a partir dos recursos endógenos que constituem a matriz identitária dos territórios subjacentes. A Rede de Territórios do Alto Mondego reveste-se de uma natureza multipolar, trabalhando o património material e imaterial de cada município, de uma forma complementar, pluridisciplinar e integrada através de projetos “âncora” que permitam transferir novas aptidões para o tecido económico local, inserido em territórios rurais envelhecidos e desertificados.