Politécnico de Viseu deu as boas-vindas aos alunos Erasmus+

 O Instituto Politécnico de Viseu (IPV) acolheu, como já vem sendo hábito ano após ano, mais um grupo de alunos estrangeiros que, ao abrigo da mobilidade Erasmus+, escolheram a instituição para efetuar os seus períodos de estudo e/ou de estágio. 

Desta feita foram os alunos que vêm para o segundo semestre do presente ano letivo, que se vêm juntar aos que já estão na instituição desde o início do primeiro semestre. Não esquecendo aqueles que, tendo vindo apenas para o primeiro semestre, de livre e espontânea vontade decidiram prorrogar a sua estadia e ficar até ao final do ano. 
Participaram, ainda, e a título de convidadas, duas alunas oriundas do Instituto Politécnico de Macau que, ao abrigo de um protocolo celebrado com o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos, CCIPS, se encontram na Escola Superior de Saúde a efetuar um período de mobilidade de curta duração sob a forma de um estágio.
No dia 24 de fevereiro, o IPV acolheu de braços bem abertos os novos estudantes Erasmus+ oriundos da Alemanha, Dinamarca, Espanha, Finlândia, Holanda, Itália, Letónia, Lituânia, Polónia, Roménia e Turquia. Para além de lhes pretender proporcionar uma inesquecível aprendizagem académica, quis o IPV dar-lhes a provar o calor da hospitalidade beirã, e levá-los a descobrir os cantos, recantos e encantos da cidade que os vai acolher nos tempos mais próximos. 
Assim, os Serviços de Relações Externas do IPV organizaram e dedicaram-lhes, no período da tarde do dia 24 de fevereiro, um Erasmus+ Welcome Day
Do programa constou uma receção na Aula Magna do IPV, na qual a professora Paula Carvalho, vice-presidente do IPV, deu as boas-vindas aos novos alunos estrangeiros.
Na sessão usou ainda da palavra Buse Naz Gurbuz, aluna da Ege University, na Turquia, que, tendo vindo apenas para o primeiro semestre, decidiu ficar todo o ano letivo. E explicou a razão da sua escolha por Viseu e pelo Politécnico de Viseu. 
Seguiu-se uma visita guiada à cidade, em língua inglesa, com a particularidade de ser efetuada no comboio turístico, gentilmente providenciado e cedido pela Câmara Municipal de Viseu, na pessoa da vereadora dr.ª Odete Paiva.  
E o evento encerrou com chave de ouro, quando a todos os participantes, e para que se estreitassem os politécnicos e académicos laços e se fizesse jus ao já supracitado acolhimento, foi servido um pequeno lanche. Desta forma, foi dada a oportunidade de provarem pequenas e simbólicas iguarias da gastronomia lusa e da região. 
A dar cor a este convívio esteve presente a tuna do IPV, Tunadão 1998, que, uma vez mais e sempre, com a irreverência que os caracteriza, animou esta iniciativa institucional.
O IPV deixa expressa uma palavra de reconhecimento às entidades que colaboraram para que esta iniciativa fosse um sucesso. À Câmara Municipal de Viseu, na pessoa da vereadora dr.ª Odete Paiva; ao Turismo Centro Portugal – Welcome Center Viseu, pela cedência do material informativo alusivo à cidade; à Tunadão 1998, pela sempre disponível colaboração e pela brilhante atuação no lanche final.
* Artigo redigido ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Viseu, 25 de fevereiro de 2016
Maria da Conceição Pereira | Sandra Familiar
Serviços de Relações Externas | IPV

re@pres.ipv.pt