Novo quartel dos bombeiros de Carregal está operacional

Foi no passado Sábado que os Bombeiros de Carregal do Sal escreveram mais uma página marcante na sua história,que caminha a passos largos para um século de existência. Dotado de modernas infra estruturas e eficácia operacional,o praticamente novo quartel representa um virar de página em termos de resposta da proteção civil concelhia.

Miguel Ângelo, comandante da corporação, fez questão de no seu discurso exortar os bombeiros e suas famílias a continuarem a colaborar com a instituição, solicitando o seu apoio e empenho para que  “possamos continuar a evoluir nos diferentes domínios, sempre com o objetivo de melhor socorrer e melhor desempenhar as nossas missões”.

O responsável operacional pelos soldados da paz de Carregal, deixou ainda um alerta para a necessidade de entender que “os recursos humanos num corpo de bombeiros não são inesgotáveis e que as solicitações  são cada vez mais diferenciadas”. “Todos devemos sentir o quartel como a nossa casa, preservando-a e tendo sempre presente que a liberdade de cada um termina onde começa a dos outros”, recomendou.
Terminou, entregando em nome do corpo de Bombeiros, um presente à Camara Municipal, na pessoa do seu Presidente, com um voto de Louvor por todo o apoio , dedicação e profissionalismo no decurso do Processo das Obras de Ampliação do Quartel Sede.
Rogério Abrantes agradeceu a distinção e prometeu continuar a colaboração afincada com os Bombeiros. 
À margem da cerimónia, Miguel Ângelo, revelou ao nosso jornal os principais projetos e objetivos da corporação para 2016 :
-Distribuição de equipamentos de Proteção Individual para Incêndios Urbanos e Industriais aos Bombeiros do Quadro ativo.
-Aquisição de uma  Ambulância de Transporte Múltiplo.
-Candidatura a fundos Comunitários de  Veiculo de Combate a Incêndios Urbanos e Industriais.
-Aquisição de Central de Comunicações
-aquisição de  Sistema Informático de apoio a Gestão Operacional.
-Campanha de recrutamento de novos Bombeiros a partir dos 17 anos  , tentando alcançar o balanço  harmonioso de recrutar jovens e indivíduos de meia idade na vertente Corpo de Bombeiros até aos 45 anos e na vertente dos especialistas  até aos 55 anos.
“Sei que a minha Direção tem outros projetos importantes em mente, com um espaço museológico”, referiu ainda.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies