Explorar as “Sensações do Vinho” em Nelas e Lapa do Lobo

Partilhar o gosto pelo vinho, contribuir, através do entusiasmo pessoal, para uma maior elucidação da apreciação do vinho, tem sido um prazer e satisfação ao longo dos últimos anos da minha vida profissional. 
Aconteceu na Fundação Lapa do Lobo, dois dias atrás, através de um desafio do jornal Centro Notícias, o qual aceitei de imediato. Ficou ali patente o entusiasmo dos participantes e o sentimento de que existe muita utilidade em ações deste género, particularmente numa região de especial vocação vitivinícola e com gastronomia de relevo, com produtos e um savoir-faire muito próprios.
Contribuir com ferramentas para a melhor apreciação das características do vinho, é sempre mais fácil quando os vinhos, na acção, mostram muita qualidade e distinção entre si, para que o efeito pedagógico tenha mais funcionalidade e resultado.
Serviu também para alicerçar algumas das características mais fundamentais dos vinhos da região, com os quais, muitos participantes (consumidores, profissionais da restauração e hotelaria), lidam no quotidiano. 
Em relação aos sabores, o fumeiro “Flor de Sal” de Carregal do Sal, mostrou a sua qualidade e boa ligação com os vinhos da região, tendo sido uma parte muito elogiada. 
Tive a oportunidade de aprender um pouco mais da gastronomia regional, revisitar a estátua de homenagem ao Escanção, e conhecer esta Fundação na Lapa do Lobo, onde convivem a vertente culturalo com a envolvente da sociedade local, num espaço contemporâneo, funcional, mas sem perder traços fundamentais da arquitectura característica da região.
Houve a oportunidade de pernoitar na Casas do Lupo, um projecto turístico recente, onde convivem o charme arquitectónico beirão, imperando o granito em sintonia com ideias modernas, onde deliciosos pormenores de decoração, com alguns objectos das habitações antigas, foram restaurados e aproveitados para a decoração. 
Quarto muito confortável, onde se pode vislumbrar a vista natural da região e aproveitar a calma típica em contraste com o bulício da cidade. 
Colaboradores muito simpáticos, em jeito familiar, sempre disponíveis, a contribuir para uma estadia breve, mas de impressões muito positivas. 

Uma jornada positiva em torno do vinho e um pouco do melhor que a região tem para oferecer. 
Manuel Moreira – Escanção

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies