GNR deteve cinco pessoas por entrada ilegal no país

A Guarda Nacional Republicana intensificou, entre os dias 23 e 26 de novembro, as ações de controlo e de fiscalização nos comboios internacionais e nas estações ferroviárias, com o objetivo de identificar situações de entrada ilegal de pessoas em território nacional.
Os militares da GNR envolvidos nesta operação, de diversas valências operacionais, a exemplo da investigação criminal, da ordem pública e da cinotécnica, incidiram a sua atuação no interior dos comboios internacionais Sud Expresso e Lusitânia Comboio Hotel, bem como nas principais estações ferroviárias.
Em resultado das ações realizadas ao longo da operação foram detidas cinco pessoas, por entrada ilegal em território nacional.
Ao longo dos últimos tempos a GNR tem reforçado as medidas de vigilância e de controlo nas principais vias de acesso rodoviárias e ferroviárias no território nacional.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies