Iniciativa da Liga Portuguesa Contra o Cancro encheu o Centro Cultural de Carregal do Sal

O Centro Cultural de Carregal do Sal lotou no espetáculo realizado para angariar fundos a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro, realizado na tarde de domingo, 15 de novembro.
A iniciativa, organizada pelo Grupo Local de Voluntariado Comunitário de Carregal do Sal da Liga Portuguesa Contra o Cancro, juntou no palco do auditório principal quatro grupos que se associaram à causa com prestações aplaudidas pela comunidade que demonstrou, uma vez mais, ser solidária.
Primeiro a atuar, o grupo Cordas e Cantus da Sociedade Filarmónica de Cabanas de Viriato, interpretou temas da música popular e tradici

onal portuguesa.Depois, foi a vez de “Os Naquitos” – grupo de 42 crianças, cuja formação foi iniciada no NACO, em 2014, a partir do trabalho de coreografia, leitura encenada, hora do conto, fantoches, percussão, malabarismo, jogos de palco, atividades de ar livre e interação social – subirem ao palco com “Nau Catrineta”, peça apresentada em julho deste ano e baseada na lenda da viagem de Santo António e do seu naufrágio, quando fazia a travessia do Brasil para Lisboa.

De volta à música e tradições culturais da região e do País, chegou a vez de o grupo Danças e Cantares da Sociedade Filarmónica de Cabanas de Viriato, encher o palco com trajes e instrumentos que transportaram o público para atividades e vivências de outrora na interpretação etnográfica de temas como a dobadoira, loiça da cantareira, folha da macieira, e tantos outros.
O último grupo a apresentar-se e a encantar o público era constituído por 41 jovens atores que, em junho, sob a orientação da Associação Cultural Contracanto, levaram à cena “Fame” – o musical, encenado por António Leal, que lotou as seis sessões no centro Cultural e que foi visto por cerca de 2000 pessoas. No domingo, os jovens interpretaram 3 Sketches do musical e, uma vez mais, encantaram!
A Tarde Cultural encerrou com as habituais intervenções de circunstância. Sónia Silva, em representação do Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro, agradeceu a iniciativa que vai na 2.ª edição e enfatizou a qualidade, a alegria e a adesão demonstradas.
Coube à Vereadora da Câmara Municipal encerrar o evento. Ana Cristina Borges agradeceu aos grupos da Sociedade Filarmónica de Cabanas de Viriato pela pronta disponibilidade manifestada para se associarem à causa, sendo sempre “um prazer ouvir e ver a alegria que transmitem ao público com as suas atuações”; de forma especial ao Naco, pelo esforço acrescido que tiveram com os ensaios dos Naquitos, pois no dia anterior tiveram a inauguração das novas instalações; ao António Leal e à Sandra Leal, da Contracanto, que prontamente acederam ao convite, apesar de já estarem a ensaiar para o espetáculo de dezembro “Um Conto de Natal” e ao Grupo de Voluntariado da Liga de Carregal do Sal (que também integra) pelo empenho em todas as atividade desenvolvidas ao longo do ano.
Sendo a Tarde Cultural um evento de cariz solidário, a Vereadora não esqueceu os acontecimentos trágicos dos últimos dias em França e, de forma sentida, enviou “um abraço amigo a toda a nossa comunidade de emigrantes”. Terminou evocando “os guerreiros e guerreiras que todos os dias lutam contra a doença oncológica”.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies