Balanço da operação de sensibilização para ulilizadores vulneráveis

A Guarda Nacional Republicana (GNR) realizou, de 8 a 10 de novembro, em todo o território nacional, diversas ações de sensibilização com o objetivo de alertar os utentes das vias públicas (condutores de veículos automóveis, peões e ciclistas) para as questões relacionadas com a segurança rodoviária.
Estas ações de sensibilização, levadas a cabo por militares dos Comandos Territoriais, da valência de Programas Especiais, alcançaram:
·         5 155 Crianças e jovens;
·         3 391 Idosos;
·         2 261 Ciclistas.
No tocante aos dados da sinistralidade rodoviária relativos aos peões e ciclistas mortos nas estradas portuguesas, segundo dados oficiais publicados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), foram registados:
·         2013
–        Das 518 vítimas mortais registadas nas estradas, 22,6% eram utilizadores vulneráveis;
–        Dos 97 peões mortos, 49% tinham idade igual/superior a 65 anos;
–        Dos 20 ciclistas mortos, 20% tinham idade igual/superior a 65 anos.
·         2014
–     Das 482 vítimas mortais registadas nas estradas, 22,8% eram utilizadores vulneráveis;
–     Dos 91 peões mortos, 54% tinham idade igual/superior a 65 anos;
–     Dos 19 ciclistas mortos, 47% tinham idade igual/superior a 65 anos.
A mais recente alteração ao Código da Estrada introduziu o conceito de utilizador vulnerável, que inclui peões e velocípedes (bicicletas), dando particular destaque às crianças, idosos, grávidas, pessoas com mobilidade reduzida ou portadoras de deficiência, os quais beneficiam de especial proteção por parte do referido código.
A campanha pretendeu ainda sensibilizar todas as pessoas para responsabilidade que cada um deve ter na estrada, independentemente da sua condição: seja ela de condutor, de peão ou de ciclista.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies