O romantismo e potencial do Dão atraem novamente Anselmo Mendes

O “Sr. Alvarinho” está de regresso ao Dão e com uma grande aposta. A Quinta de Silvares, situada em São João de Areias, vai regressar ao mercado de vinhos “premium”, com a assinatura de Anselmo Mendes e da enóloga Canense, Patrícia Santos.
Os vinhos foram vinificados nos cerca de oito hectares de vinha, sobranceiros ao Rio Dão; agora estão em fermentação lenta, depois se farão os lotes, de onde poderá sair um monovarietal… “O Dão é uma região cheia de potencial e romantismo, e por isso não se poder ficar indiferente a ela”, assume o enólogo e produtor, definindo como objetivo “fazer mais e melhor, para a elevar cada vez mais, oferecendo no mercado um vinho com muito caráter, que não negue a identidade da região e que tenha alguma tradicionalidade”.
Patrícia Santos adiantou-nos que “este ano, a produção foi generosa na quantidade, com uma qualidade excecional – 2015 será um ano em grande para os vinhos portugueses de norte a sul e nós não fomos exceção”, e explica que “pretendemos aumentar a produção nos próximos anos”. 
Sobre os métodos de vinificação levanta o véu “foram várias experiências com o objetivo de retirar o maior partido dos vinhos em vinificações futuras”. Aguardemos pois para breve a apresentação de mais um néctar de grande qualidade. 

Entretanto os vinhos produzidos por Anselmo Mendes, na região de excelência que é o Verde/Alvarinho, tiveram mais uma vez uma avaliação notável por parte do prestigiado crítico João Paulo Martins, que colocou nos melhores Verdes para 2016, o “Parcela Única” e  o “Curtimenta”, oriundos das suas vinhas em Melgaço, no Alto Minho.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies