PSD sustenta que “orçamento e grandes opções do plano para 2016 são equilibrados e assentam numa gestão eficiente”

O PSD de Nelas fez chegar à nossa redação a sua fundamentação para o voto favorável do seu Vereador, Artur Jorge Ferreira, ao orçamento e GOP´s para 2016, apresentadas pelo atual executivo PS : 
“O
voto favorável do vereador do PSD na Câmara Municipal de Nelas no
Orçamento Municipal 2016 (OM)/Grandes Opções do Plano (GOP), teve
presente a responsabilidade que cabe à oposição e a defesa das
propostas da Coligação PSD/CDS sufragadas em 2013, e assentou em
diversos factores:

Desde logo a possibilidade que foi dada, pelo Executivo Camarário, à
Comissão Política do PSD e aos Vereadores do PSD para apresentar as
suas propostas para o OM/GOP, que resultaram essencialmente das
reuniões que a CP do PSD de Nelas realizou com as Juntas de
Freguesia. Estas reuniões serviram para saber quais as necessidades
e os anseios das Freguesias, quer para este orçamento, quer para o
que resta do mandato.

Porque os documentos (OE/GOP) finais apresentados são equilibrados,
assentam numa gestão eficiente dos recursos financeiros e
administrativos do Município, contemplam obras e acções
importantes para todo o concelho e integram propostas que as
freguesias apresentaram, nomeadamente as obras e necessidades mais
prementes, e vão ao encontro de algumas das medidas propostas no
programa apresentado pela coligação na última campanha eleitoral.

A manutenção da política de redução do endividamento o que dará
a possibilidade do Município de liquidar ou renegociar o PAEL, de
estar em condições de se candidatar a programas financiados, de
poder ter a liberdade de decidir a diminuição, ou não, dos
impostos municipais e de poder regularizar a situação laboral de
vários trabalhadores que há anos trabalham na Câmara.

A continuidade da atitude proactiva dada ao apoio à economia, ao
emprego e às associações culturais e desportivas, quer através da
atração de investimentos sustentáveis e da ampliação e
construção de infraestruturas das Zonas Industriais, quer através
da promoção de eventos que divulguem as atividades económicas,
sociais, culturais e desportivas do Concelho.

Na solidariedade e apoio social apresentámos uma proposta para que a
freguesia de Senhorim, muito deficitária nesta área, recebesse
semanalmente a visita de técnicos que promovessem atividades com os
mais idosos.
Estes
são alguns dos fatores que levaram ao voto favorável no Orçamento
Municipal 2016 e Grandes Opções do Plano, por parte do PSD.
O
PSD tem mantido uma oposição coerente, responsável e construtiva,
mas também critica quando exista fundamento para criticar, pelo que
não podia votar contra documentos que apresentam medidas propostas
pela coligação na última campanha eleitoral, que contemplam obras
importantes para o concelho e que, acima de tudo, contêm as obras e
as necessidades mais prementes que as freguesias apresentaram.
No
entanto, este sentido de voto não impede que na votação do
relatório de gestão e conta de gerência do ano de 2016, o voto
seja diferente. O voto nestes documentos estará dependente da
execução que vier a ser feita, sendo que, nesse sentido, com a
mesma responsabilidade que a oposição deverá ter, será feito um
trabalho de muita proximidade no acompanhamento da execução das
rubricas inscritas nos documentos que foram aprovados”.