“Muita parra, pouca uva”

Como membro da CPC do PSD de Nelas, de uma forma aberta e humilde, de fazer política, não podia deixar de tecer alguns comentários em relação aos protocolos, assinado entre o Município de Nelas e as Juntas de Freguesia.
No passado dia 24 de Julho foram celebrados protocolos com todas as freguesias do concelho, tendo em vista, acordos de Execução de delegação legal de competências entre o Município de Nelas e as Juntas de Freguesia de Canas de Senhorim, Lapa do Lobo, Nelas, Senhorim, Vilar Seco e União de Freguesias de Santar e Moreira e de Carvalhal e Agueira, visando dotá-las de meios financeiros com vista à gestão e manutenção de espaços verdes e à limpeza das vias e espaços públicos, sarjetas e sumidouros nos anos de 2015, 2016 e 2017. 
Em primeiro lugar, para cada uma das freguesias uma boa notícia e cada Presidente da Junta defendendo a sua dama, no seu trabalho de proximidade, dirá quanto mais melhor.
Agora pergunto, a verba destinada para os três anos protocolados, é suficiente, claro que não. Estará o senhor Presidente da Câmara, a dar um rebuçado aos senhores Presidentes de Junta, para tapar o sol com a peneira, de não ter feito obras nas Freguesias?
Será que o trabalho de proximidade feito pelas Juntas de Freguesia não necessitavam de mais verbas, porque os Fregueses, quando precisam de um pequeno arranjo à sua porta, uma pequena intervenção na sua freguesia, vão ter em primeiro lugar com o seu Presidente de Junta e não ligam para o “SOS” buraco.
A falta de indicação de recursos humanos e patrimoniais nos protocolos, revela que é sem dúvida uma “cartada “ de bastidores por parte do Senhor Presidente da Câmara, para assim sacudir a água do capote, e quando os munícipes forem ao município revindicar qualquer intervenção na sua terra ele descartar-se com os protocolos. Embora a sua posição pública em plena Assembleia Municipal, o leve a dizer que era uma ambição sua de há muito tempo, para que os Presidentes de Junta, não tenham que andar de chapéu na mão perante o Presidente de Câmara, sabemos que não transmite a realidade.
É claro que cada Presidente da Junta, foi eleito para defender sempre e em primeiro lugar a sua Freguesia, lutando para a melhoria das condições da sua terra, do seu lugar por vezes não olhando a meios para atingir os seus objetivos.
Nós sabemos, que o Senhor Presidente de Câmara é hábil nas palavras e essencialmente nas fotografias, porque onde há uma objetiva ele está lá. 
Sabemos que cada Freguesia tem pequenas intervenções, que só o Município tem capacidade para as fazer, e onde deverá ser o motor de grandes projetos, relembrando alguns, os quais, o senhor Presidente da Câmara esqueceu, como o Centro de Dia em Senhorim, o Museu do vinho em Santar…
Apenas a objetiva interessa, fazendo a continuação de uma campanha, onde o “Rei Sol” permanece e capta a si todos os raios de uma megalomania de registos fotográficos.
O povo de cada Freguesia saberá com certeza, distinguir o bom, do mau, não se deixando levar por “rebuçados”, sem consistência, muito vistosos na sua aparência, mas sem a essência, o querer e a vontade de cada freguês.
Termino com uma pequena citação, na terra do “Coração do Dão”. “Muita parra, pouca uva”.
Hernâni Marques

Secretário da Comissão Política do PSD Nelas

16 comentários em ““Muita parra, pouca uva””

  1. Por ano para todas as Juntas são atribuidos 60 mil euros e para o ABC de Nelas 50 mil. Que grande consideração pelas juntas que a câmara tem.

  2. Muito Bem "NELAS CORAÇÃO DO DÃO", um slogan que deveria perpetuar!!!
    Só que, este presidente de Câmara não querendo nada com a, historia ou com o passado, substituiu-o por "Nelas VIVE".
    Nelas Vive, cada vez mais abandonada, sem vida, a retroceder cada dia que passa, tem que aparecer UMA ALTERNATIVA DE CONFIANÇA a esta lastimável gestão.

  3. Quem é este senhor? Sou de Nelas, nascido e bem criado e se não fosse este jornal, juro que nem sabia que era do PSD!

    1. Com o dinheiro do seu bolso? Expljque lá como se eu fosse um asno?

  4. Certamente algum, ao contrario do seu amigo Borges da Silva que só para Canas e ABC 110.000,00€ dinheiro do nosso IMI

  5. Só para repôr a verdade. Subsídio atribuído ao ABC: 48.000€ e ao Canas Senhorim: 37.000€. Somando (é fácil fazer a conta) dá: 85.000€. Não sei onde carga de água foram buscar um valor total para esses 2 clubes de 95.000€ ou 110.000€ !!!!! Todos têm direito á sua opinião. Á que respeitar. Mas ao menos falem verdade. São 85.000€ e não 110.000€. Tal é a vontade de criticar e deitar abaixo, que tudo serve, até mentir e fazer mal as contas.

    1. Caro anónimo das 23:46hrs,
      Tem de rever o seu Português, não escreve "á que respeitar",mas sim "há que respeitar".
      Desculpe lá o mau jeito!

    2. Ao cuidado do Nelense desatento,
      é "há", porque é uma forma verbal,podendo a frase ser substituída por "tem que se respeitar".

    3. Ao cuidado do Nelense desatento,
      é "há" porque é uma forma verbal, podendo a frase ser substituída por outra equivalente " tem que respeitar". Quanta a ignorância estamos falados.

  6. Meu caro com os transportes passa os 110.000,00€, para não falar na manutenção do pavilhão municipal, com uso exclusivo do ABC

    1. Meu caro, ainda bem que foi apeado.
      O seu ódio visceral ao ABC e a tudo o que é de Nelas rebenta-lhe a meninge doentia.
      Então a do uso exclusivo do pavilhão, só de alguém retorcido, sabendo-se que o mesmo está afeto à EB 2, 3 de Nelas.

Os comentários estão encerrados.