Manuel Marques denuncia uma alegada violação da Lei dos Compromissos. Borges da Silva nega qualquer incumprimento da Lei.

O Vereador do CDS/PP, fez chegar à nossa redação dois mails que dirigiu ao Presidente da Câmara e da Junta de Freguesia de Canas de Senhorim, em que pretende saber se a Autarquia está a violar a Lei dos Compromissos. Em causa uma obra de requalificação para a instalação da Covercar, na Zona Industrial da Ribeirinha. Ao presidente da Junta de Canas, Mário Pires, começou pode manifestar que “nada me move contra os trabalhos executados na Zona Industrial da Ribeirinha, nem qualquer outro efetuado na freguesia de dignamente preside. Aliás, foi para mim, enquanto autarca, uma honra, trabalhar com esse Executivo da Junta de Freguesia de Canas, bem como a realização das obras quem em conjunto executamos e que as populações há muito almejavam”. “Estou indignado pela forma como o presidente da Câmara Municipal de Nelas tratou e trata os empreiteiros do concelho, que de uma forma séria e abnegada trabalharam para o bem estar das populações do nosso concelho. Tanto quanto sei o empreiteiro que efetua os trabalhos para a empresa que se deslocou tão só e apenas de Nelas para Canas de Senhorim, não tem qualquer procedimento ou afetação de Fundos Disponíveis e a obra começou, com a certeza de que este presidente lhe vai pagar”, revela.Marques aproveita ainda para exortar Mário Pires a não deixar cair o projeto da “Casa do Frazão”, que tanto trabalho deu à Câmara Municipal e à Junta a sua aquisição”. 
O Vereador centrista requereu também ao Presidente da Câmara, um esclarecimento sobre a situação nos seguintes termos : 
Manuel da Conceição Marques, vereador da Coligação PPD/PSD-CDS/PP, eleito nas lista do CDS/PP, no exercício das suas funções de vereador, vem  expôr e requerer o seguinte:
“Bem Prega o Frei Tomás, faz o que ele diz e não o que ele faz”, tomei conhecimento que mais uma vez o Presidente da Câmara Municipal de Nelas, faz despesas em nome do Municipio, sem qualquer procedimento ou afetação de Cabimentos e Fundos Disponíveis.
Para quem tanto folclore fez, contra o anterior executivo, como recentemente aconteceu na reunião ordinária pública de 29 de julho de 2015, que forma dúbia de interpretar a Lei !
Pese embora me mereçam muito respeito os nossos industriais, no entanto, não posso deixar passar tão insólita situação de um Presidente da Câmara que quer a todo o custo crucificar na praça pública o  anterior executivo.
Posto isto, requeiro o procedimento da terraplanagem a uma empresa privada, do lote na zona industrial da Ribeirinha em Canas de Senhorim, designadamente afetação de Cabimentos e Fundos Disponíveis.

Contactado pelo nosso jornal, o Presidente da Câmara, Borges da Silva rejeita liminarmente qualquer violação da Lei dos Compromissos.

7 comentários a "Manuel Marques denuncia uma alegada violação da Lei dos Compromissos. Borges da Silva nega qualquer incumprimento da Lei."

  1. um dos "coveiros"da zona industrial da ribeirinha NÃO SE RESIGNA, tudo fez juntamente com a junta de canas e seu amigo Lp,, hoje não se conforma, paci~encia é deixá-lo falar.

  2. Senhor Jornalista!

    Mande o seu colaborador tirar fotografias ao local e verificará que as máquinas já lá andam há mais de quinze dias e consulte as atas da Câmara Municipal de Nelas e tambem verificará que o presidente da Câmara Borges da Silva, assumiu todos os custos sobre estes trabalhos.
    Depois disto tudo o senhor jornalista, que tem sido imparcial, poderá concluir quem mente descaradamente.
    Não há crime perfeito!!!!!!!

  3. é duro, duríssimo para aqueles que passaram 8 anos a gerir a construção de muros, distribuição de blocos e outros favores contabilizando votos e agora vêem uma gestão eficaz dos dinheiros públicos- doi doi.

  4. Depois de 2013, muros, passeios para amigos, desaterros, parques de estacionamento, alpendres etc.

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies