Manuel Marques acusa Borges da Silva de “desviar” funcionários da obra do Quartel dos Bombeiros

Em Nota de Imprensa que fez chegar à nossa redação, o Vereador do CDS/PP, lança duras críticas ao Presidente da Câmara. Segundo Manuel Marques, Borges da Silva terá “retirado” os funcionários da autarquia que procediam às obras de construção do muro de vedação do Quartel dos Bombeiros de Nelas, sem o terem concluído. “Fez isso sem informar o comando ou a direção da Associação”, acusa, para adiantar que mais “perplexo” ficou, quando soube que “os mesmo funcionários foram deslocados para o passeio de acesso da estrada que confina simplesmente com a moradia particular do Presidente da Câmara, em toda a sua longitude”. 
“Quando me deram conhecimento fiquei incrédulo, por isso, desloquei-me ao local e verifiquei da sua veracidade”, refere.”Todos os Presidentes de Câmara, sem exceção, que presidiram à nossa Autarquia, sempre deram prioridade aos nossos Soldados da Paz, com o reconhecimento de que muitas vezes, de uma forma abnegada, para salvar os bens e as vidas dos outros, põem a sua própria vida em causa. Para este presidente de Câmara, está em primeiro lugar o acesso à sua moradia, do que prosseguir com a construção do muro dos nossos bombeiros”, critica, para revelar ainda que “até o contentor de apoio à obra mandou retirar, bem como a placa publicitária da Câmara Municipal, concluindo-se o abandono da obra”. 
“Senhor Presidente da Câmara, pode nutrir um ódio visceral quer político, quer pessoal, pelas pessoas que compõem os órgão sociais dos nossos Bombeiros, eleitos democraticamente, sem irregularidades, mas a instituição Bombeiros não se compadece com isso, aos pessoas vão-se embora e os nossos Bombeiros ficarão a cumprir a sua nobre missão”, acrescenta, dando conta finalmente que requereu informação ao edil “sobre os motivos da sua decisão, além daquela que evocou na reunião de Câmara : a falta de agradecimento público ao presidente da autarquia na cerimónia do dia 24 de junho de 2015”. 
De acordo com informações que entretanto obtivemos, os serviços técnicos da Autarquia terão dado a obra do muro como concluída. O que poderá estar em causa é apenas uma divergência em relação à sua altura, que será oportunamente discutida com a direção da Associação dos Bombeiros de Nelas.
Entretanto o pessoal Camarário foi já retirado da obra do passeio junto à moradia do Presidente da Câmara. 

39 comentários a "Manuel Marques acusa Borges da Silva de “desviar” funcionários da obra do Quartel dos Bombeiros"

  1. Não se defendam com os técnicos da autarquia, isso é verdadeiramente vergonhoso.
    Expliquem lá! porque depois do assunto ser levantado e com fotografias, para provar a verdade o presidente da Câmara mandou retirar os homens da camara que procediam à beneficiação da sua entrada?

  2. Ora Bolas!!!! não passam cavaco a ninguém, retiram o pessoal e agora dizem: É apenas uma divergência em relação à sua altura, que será oportunamente discutida com a direção da Associação dos Bombeiros Voluntários de Nelas".
    Que divergência senhor Presidente de Câmara? Politica , institucional ou técnica.
    Chame-lhe outro nome: " interesse pessoal", o de compor o acesso à sua moradia.

  3. O Sr. Marques deve ter tido um deja vu da altura em que para lhe fazer a piscina em Vila Ruiva teve a ajudinha do pessoal da CMN! Olha os telhados de vidro antes de atirar a 1ª pedra!

    • Claro que tem razão.
      Mas uma coisa apaga a outra?
      Ou para si, como foi vergonhoso um comportamento anterior justifica um atual?
      Para si devia ser melhor "não atirar a 1ª pedra" do que tornar esta situação vergonhosa pública.
      É demasiadamente repetitivo por estes lados que cada vez que o presidente da autarquia comete atos censuráveis venham logo os comentários tipo "sim, mas anteriormente também o fizeram ou fizeram pior".
      É essa a teoria da relatividade para os defensores da atual autarquia?
      Triste terra…

  4. Carissimo das 14:16
    Tenha a coragem e participe à policia judiciária e prove o que afirma. O homem está tranquilo ou está confundir uma piscina para os lados de Nelas.

  5. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Nelas, não se defenda com os técnicos da autarquia, melhor: não queira tapar o sol com a peneira ou não queira rotular os seus concidadãos do concelho de burros anos ou jericos, bem basta rotular o vereador do CDS, o povo do concelho não é burro, pela sua humildade, apenas foi nas suas balelas e promessas de 2013. Ai se o arrependimento matasse!!!!!!!
    Mas para demonstrar o que diz, traga a público o relatório dos técnicos sobre a altura do muro, e que serviu para a sua decisão.

  6. Comentador das 14:16, ou melhor DR. BS
    Já que vossa excelencia tem os funcionários da autarquia ao seu dispor e que facilmente os identifica, até porque eles irão depor a seu favor e por isso não têm medo, diga lá quem foi o "pessoal da CMN" que deu a ajudinha na construção da piscina do vereador manuel marques?
    Acha que alguem acredita! o ódio que tem ao homem e que ele também não lhe perdoa, se vocemessê pudesse já não o tinha em apuros com a Justiça.
    Veja o que disse na penultima reunião de câmara sobre processos, desiganamente no das BOMBAS do Senhor e seu amigo CAVACA.

  7. João Gouveia Rego | 22 Julho, 2015 às 14:03 |

    Se não estivessemos em silly season esta nota de imprensa dava para chorar,que oposição tão fraquinha, que precisa de vir a publico aproveitar-se duma instituição chamada bombeiros para atirar areia para os olhos dos municipes.
    O que os funcionarios da Camara fizeram foi o que fazem nas zonas de entrada dos passeios de qualquer um de nós, que é rebaixar o lancil para facilitar a entrada das viaturas,qual é o problema???Porque é que na casa do presidente teria que ser diferente?isso já acabou em 2013!
    Ao contrario do MM,BS por decoro contratou serviços de obras a empesas que não mantêm com o Municipio alguma relação comercial.
    Manuel Marques tem nesta materia muitos telhados de vidro,muros,blocos,sacos de cimento,etc,que voltando ao decoro,o deveria manter calado em materia de promiscuidade entre publico e privado.
    Como é possivel vir invocar a instituição Bombeiros para um" fait diver "ridiculo que em nada abona a favor de uma oposição, que se apregoa(Marialva) responsavél e construtiva,mas que como vimos não passa de rasteira!

    • O problema é que em algumas freguesias os passeios ainda não foram arranjados. No meu caso, tive de pavimentar a minha entrada, a expensas minhas. Porque é que que o Sr. presidente não fez o mesmo em vez de utilizar os serviços camarários? Deve ser diferente… Agradeço a publicação deste comentário.

    • No Fidalgas de Santar houve pavimento a tempo da inauguração. Os vizinhos ficaram em terra e sem passeis. O que é que já acabou em 2013?

    • Rasteira é a sua piadola vergonhosa sobre o Marialva.
      Já agora, não bata no peito por assinar uns comentários e criticar os outros que fazem comentários anónimos, quando V. Ex.ª também faz o mesmo quando lhe interessa (ver Anonymous22 de julho de 2015 às 14:16) – o uso de galicismo, as referências aos telhados de vidro, e todo o tipo de linguagem.
      Esse seu jeito à Valentim Loureiro não pega…
      Um simples Nelense

    • Sr. Editor! Por favor, peço-lhe pelo interesse da comunidade e da democracia que não publique mais comentários deste senhor João Gouveia Rego. Passo a justificar com a sua argumentação parca, com a utilização de um vocabulário insultuoso e infame. Por favor, o senhor faz um bom serviço de informação a comunidade municipal, transparente e salutar, condição previa para um bem-estar da Democracia. Obrigado, Sr. Editor. P.S. acho que os visados o Dr. Manuel Marques e o Eng. Daniel Marialva, deviriam impor uma acção judicial de difamação contra este senhor, que na sua ignorância, tenta coagir a oposição com os seus insultos, isto não e liberdade de expressão, mas sim uma mera tentativa de impedir a oposição de fazer o seu papel.

    • Está enganadito,o das 14:16 é a,o "simples Nelense"(ridiculo) anda a tentar ser detetive,mas nem para isso tem jeito.

    • Pois pelo teor da sua linguagem parece que sim… (Anonymous23 de julho de 2015 às 08:55)

  8. "preplexo"? inventaram essa palavra?

  9. O passeio é publico, logo da competência da câmara a sua reparação. Só queria deixar uma pergunta.
    Se a reposição de um pavimento no espaço público resultar de uma obra particular de quem é a responsabilidade? O dr.BS pagou pela reposição do pavimento, para esta ser realizada pela Câmara? A mim obrigaram-me a pagar em situação identica. Se sim, está tudo bem! Se não….

  10. vou comprar um "drone" para ver do espaço aéreo as obras do BS. Talvez tenha uma surpresas

  11. os muros apagam fogos?

  12. Já deve ser normal em relação a obras pùblicas, pois prometem, começam e depois fica a meio para terminar quando lhes apetecer!!!!! Pois referi-me ás obras incompletas e ao desrespeito pelos bombeiros neste caso em Canas de Senhorim !!!!!! Para quando o fim das obras com mais de um ano do refeitório, do salão e do anfiteatro?????????????

  13. – Hoje em dia, para um político ser bem visto, não precisa só de ter muitas qualidades.
    Pergunta um amigo:
    – Então, o que é precisa mais?
    Explica o primeiro:
    – Saber disfarçar os seus defeitos.

  14. No fervor de uma discussão política, num parlamento, um deputado pergunta a outro de uma bancada da oposição:
    – O senhor lembra-se do tempo em que o seu pai andava numa carroça puxada por um burro?
    Responde o outro:
    – Perfeitamente! A carroça já não existe, mas estimo bastante ver que o burro ainda é vivo…

  15. Manel!! até que enfim!! Já tinha-mos saudades das tuas cruzadas de D. Quixote.

  16. Tudo está bem quando acaba bem, porque os cães ladram e a caravana passa.

  17. Manel, afinal estas vivo!!! (politicamente é que não. Lamento)

  18. Vereador Manuel Marques não responda ao senhor João Rego porque a lama em que ele se movimenta e lhe atira não se cola a si

  19. E o Pavê que era para ser aplicado em Carvalhal Redondo foi parar a Santar e sabemos bem onde, nos passeios da Loja das Fidalgas de Santar.

    • João Gouveia Rego | 22 Julho, 2015 às 21:26 |

      O seu comentario demostra bem a ignorancia que reina na politica do vale tudo,como certamente saberá,os passeios á volta das Fidalgas são publicos e como tal a Autarquia não fez favor nenhum em pavimentar tais passeios,essa obra já estava atrasada 20 anos e se visitar o caminho de acesso a minha casa ou á minha empresa verificará que não peço pu aceito favores,embora os melhoramentos a executar seriam publicos e beneficiariam a comunidade.
      Este seu comentario debaixo do chapeu cobardolas do anonimato revela que não têm mesmo por onde pegar,mas acredite no que toca a favores e favorzinhos tenho aqui um baú cheio do tempo da outra senhora.

    • Claro caro João, foi um rego de oportunidades a pavimentação à volta das Fidalgas que não se fazia há 20 anos, conforme o estimado assim o diz, tenha sido precisamente concluída na data da inauguração da loja das Fidalgas de Santar.
      Não é que há ca coincidências fantásticas " nos serviços "públicos a beneficiarem a comunidade"?
      Deve ter razão… o único iluminado, é o estimado, os outros são todos uns ignorantes por não perceberem nada disto…
      Vai um baúzinho???
      Um simples Nelense

    • Sr. João Rego o senhor vem a terreiro tentar coagir outros, porque acaso sabe que todos os cidadãos nasem livres iguais perante a lei?

  20. Não vejo o Sr. Vereador Manuel Marques, preocupado com as obras dos Bombeiros de Canas paradas pelo que sei já vai para mais de três meses.É triste que este senhor continue como sempre preocupado só com o bem estar dos Bombeiros de Nelas, mas pronto a malta de Canas já está habituada.

    • Também não se vê o caríssimo preocupado em que se resolva os problemas dos bombeiros que não sejam os de Canas.
      Mas pronto, a malta também já está habituada.

    • muito simples, problemas de Canas porque são em maior número, fruto de várias administrações descriminatórias, também diga-se, com o apoio de canenses eleitos.

  21. Senhor João Gouveia Rego
    Também os passeios à minha porta em Carvalhal Redondo eram públicos e foram trocados pelos seus.

  22. Senhor Santarense, João Rego!!
    Por que carga de água com tantos passeios públicos no concelho de Nelas, o seu foi a primeira obra do reinado, espero que curto de Borges da Silva?
    Mera coincidência ou conveniencia de ter sido Diretor de Campanha em 2013 ?

    • se pensas substituir o BS pelo marquês tira o cavalinho da chuva

      Ainda se admite outra pessoa

      agora trocar um pelo outro seria recuar ao tempo das trevas

      ESTÁ A SER DIFICIL ESTAR FORA DO POLEIRO. E REGRESSAR QUANTO ANTES É O OBJETIVO MÁXIMO.

      o povo não quer isso. Chegaram oito anos

  23. Não é com calimerisses que terão o meu voto e o de muitos nelenses. Usar um muro dos bombeiros como arma de arremesso não cativará os mais atentos. O Conselho precisa de empregos e se o Presidente se esforçar como tem feito nesta área tem as eleições facilitadas

    Todos estes ataques com muros têm a ver com o desespero de ver o excelente trabalho produzido pela Câmara na área do emprego.

    O progresso do Concelho e o bem estar das famílias está no emprego que se vai criando

    Avance sr Presidente no emprego, pois os muros podem esperar

    è o desespero.

  24. Estava um médico fazendo um penso numa ferida simples de um doente. De repente entra um sinistrado ferido gravemente. O médico é chamado a socorrer o ferido grave, mas decide não socorrer enquanto não acabar o penso que estava fazendo.

    Um bom médico interrompe o penso e socorre o ferido. Chama-se a isso gerir prioridades
    Um mau médico continua com o penso "cagando-se" no ferido grave. Chama-se a isso incompetência

    Nós no Concelho precisamos de quem saiba gerir prioridades (exemplo do sr presidente) e não de quem queira gerir amizades (bastaram oito longos anos)

    • Muito boa parábola (no seguimento aliás do seu comentário anterior da 01:18h).
      Mas cá para nós, e já que fala em gestão de prioridades, não era melhor gastar o seu tempo a gerir a casa amarela?

  25. Não compare o incomparável!

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies