TUMULTOS na Assembleia Municipal de ontem envolveram Lurdes Borges da Silva e Rita Neves

Em mais uma Assembleia Municipal muito conturbada, Rita Neves, vereadora do PSD, acabou por abandonar a sessão. Tendo-nos chegado a informação de que terá sido alvo de uma abordagem agressiva por parte de Lurdes Borges da Silva, revelou-nos que “perante a vergonha que estava instalada na Assembleia, pela forma como os assuntos são discutidos, decidi sair do auditório”. “Quando ia a subir as escadas, fui interpelada pela mulher do Sr. Presidente da Câmara, que me perguntou : o que tu queres menina ? Respondi : quero que eduque o seu marido”. Foi então que o verniz estalou … 
Rita Neves explicou ao nosso jornal que “continuei a subir as escadas e, como foi presenciado por várias pessoas que ali se encontravam, dou conta que ela vem a correr atrás de mim e tenta agredir-me, tendo chegado a agarrar-me no braço – só foi impedida porque o Sr. Carlos Jorge interveio e várias pessoas confirmam que foi isto que aconteceu”. 
Também contactada pelo nosso jornal, Lurdes Borges da Silva, adiantou-nos que “apenas reagi ao que a Rita Neves dizia, aos gritos, que deveria mandar educar o meu marido, quando ia a sair da sala”. “Levantei-me da cadeira e manifestei o meu desagrado, defendendo-me das suas tentativas de agressão verbal e física”. No seu entender, isto apenas tem a ver com mais uma “tentativa de coação sobre o marido, presidente da câmara, para receber o subsídio de reintegração que um parecer da CCDRC declarou caducado recentemente.”.

9 comentários a "TUMULTOS na Assembleia Municipal de ontem envolveram Lurdes Borges da Silva e Rita Neves"

  1. tudo isto nada me surpreende
    continuem
    espero pelos proximos episodios

  2. Somente uma palavra: VERGONHA!

  3. O Dr.Borges da Silva,a continuar com este comportamento,nas próximas eleições sai fora!!!!

  4. Que me conste não há na Democracia Portuguesa o estatuto de Primeira Dama! Isso cheira aristocracia!
    Quanto ao resto lamento a falta de políticos com "P" no concelho de Nelas. Este executivo não tem condições para governar o concelho e espero que seja derrubado logo que possível.

  5. neste momento BS já tem uma grande minoria

  6. Mesmo depois do Estado Novo, mesmo depois do dia das amplas liberdades, 25 de abril de 1974, nunca a esposa de qualquer dos presidentes de Câmara de Nelas, se meteram nestes conflitos.
    Posso até mesmo afirmar, que eu pelo menos tenha conhecimento do País.
    Isto é bem demonstrativo da falta de respeito pelas instituições e pelos cargos ocupados democraticamente eleitos.
    Haja no mínimo DECORO!!!!

  7. Realmente esta senhora que chamam de primeira dama,envergonha todos os eleitores que votaram Borges da Silva.Juro que quando me contaram nem quis acreditar e realmente ao ler a noticia neste espaço fiquei abismado! Nunca, mas nunca se viu coisa igual em terras de Nelas!!! Claro que isto vai prejudicar o inquilino da casa amarela. O Marques está todo contente.Aguardamos os próximos episódios desta triste novela!

  8. A maioria de 13 votos tinha que dar neste resultado…faltam dois anos de azar.

  9. Só hoje dei conta da noticia, uma vergonha

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies