Autarquias de Nelas e Carregal e diversas entidades em parceria promovem a requalificação do património arqueológico

No decorrer do processo de requalificação do Património Arqueológico levada a cabo pelo Município de Nelas, que faseadamente tem procedido à limpeza de sítios arqueológicos de forma a torna-los visitáveis, vai-se iniciar também em paralelo uma campanha de escavações arqueológicas direccionada para a época megalítica. Trata-se de um projecto plurianual com a duração de 3 anos numa organização conjunta entre os Municípios de Nelas e do Carregal do Sal, a Direcção Regional da Cultura do Centro e Investigadores do Centro de Arqueologia (Uniarq) da Universidade de Lisboa, tendo como parceiros a Fundação Lapa do Lobo, a Junta de Freguesia de Canas de Senhorim, a Junta de Freguesia da Lapa do Lobo e os Bombeiros Voluntários de Canas de Senhorim.
O projecto intitulado de Neolitização e Megalitismo da Plataforma do Mondego: investigação, recuperação, integração e valorização patrimonial, está previsto para decorrer entre os anos de 2016 e 2018, em monumentos megalíticos do concelho de Nelas e do concelho do Carregal do Sal, que irão ser alvo de estudo e de intervenções arqueológicas que permitirão conhecer melhor o território em causa durante o Neolítico.
Estes trabalhos arqueológicos irão ser orientados pelo Professor Doutor João Carlos Senna-Martinez, do Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa, que desde os anos oitenta realizou escavações em sítios de diversos concelhos da região, com destaque para os já referidos a que agora retorna (Orca das Pramelas, Orca do Pinhal dos Amiais, Penedo da Penha, Habitat do Murganho e Orca do Folhadal). Trabalhos estes que vão ser acompanhados pelos técnicos de Património dos Municípios envolvidos e pela Direcção Regional da Cultura do Centro (DRCC).
Os trabalhos arqueológicos deste ano irão, dada a urgência de se decidir o que fazer patrimonialmente com este monumento, centrar-se na Orca da Lapa do Lobo, um monumento megalítico descoberto o ano passado, comunicado à DRCC e logo inventariado pela DGPC que, após ter sido alvo de limpeza, necessita de uma escavação arqueológica que confirme o seu interesse patrimonial e que decorrerá entre 22 Junho a 12 de Julho do corrente ano.
O eventual espólio encontrado nos monumentos a intervir no concelho de Nelas, ficará disponível para ser exposto na Sala Museu de Arqueologia de Canas de Senhorim, futuro pólo da especialidade do Museu Municipal, onde já existe uma vasta colecção arqueológica de outras campanhas anteriores.
A autarquia de Nelas continua assim a canalizar esforços no sentido da preservação do Património existente e de permitir que a comunidade em geral tenha acesso a esses bens culturais de inegável valor histórico.

CM de Nelas