Seminário “Incêndios Florestais, o que mudou ?” alertou para a segurança dos Bombeiros

Numa organização dos Bombeiros Voluntários de Nelas, realizou-se ontem na Vila “Coração do Dão”, o seminário “Incêndios Florestais, o que mudou?”.  O auditório do multiusos encheu, acolhendo cerca de 150 participantes, a maioria dos quais bombeiros, técnicos e dirigentes ligados à área. A presença de três prestigiados oradores (Prof. Dr. Domingos Xavier, Prof. Dr. Sérgio Lopes e o Inspector-chefe da Policia Judiciaria, Dr. Fernando Ramos), que abordaram com grande conhecimento técnico e competência o tema lançado pela corporação Nelense, quando estamos às portas do início da fase crítica de incêndios (fase Charlie), foi o ponto alto do evento. Um dos aspetos mais enfatizado foi a Segurança dos Bombeiros, tem todas as fases da sua ação, como contou ao nosso jornal, Filipe Guilherme, Comandante dos Bombeiros de Nelas, que se mostrou “muito satisfeito” com a adesão, qualidade dos oradores e mensagens e conhecimentos que deixaram a todos. “Um dos aspetos mais destacado, foi o direito que assiste ao bombeiros de recusarem uma ação que lhes seja pedida, quando verificarem que pode colocar a sua vida em risco”, relatou-nos, referindo também o precioso apoio dos Bombeiros para Sempre. Borges da Silva e Alexandre Borges marcaram também presença no Seminário.
Rui Ventura, Bombeiro da Corporação de Canas de Senhorim, foi um dos que na rede social Facebook, fez questão de realçar a importância do seminário, designadamente nos aspetos ligados “ao constante desgaste físico e psicológico e horas de perigo eminente que vivemos, nesta luta por vezes desumana com momentos de grande intensidade”. “A prevenção é escassa, tem custos elevados e em alguns casos insustentáveis. A vigilância está longe de ser a ideal : tem custos elevados e faltam recursos humanos e materiais. Por vezes falta o equipamento individual. O défice de recursos materiais é conhecido. E claro, tem custos elevados”, sustentou para defender que “não há melhor equipamento no combatente que o conhecimento e formação, em termos práticos e teóricos”. “A segurança está em cada um desses homens desinteressados, que com orgulho vestem essas mil e uma fardas diferentes,(porque realmente ainda não existe só uma igual e segura para todos)”, afirmou,  acreditando que “resta a cada bombeiro zelar pela sua própria segurança e pelas dos que o acompanham em cada missão”.

Fotos : Bombeiros para Sempre

8 comentários a "Seminário “Incêndios Florestais, o que mudou ?” alertou para a segurança dos Bombeiros"

  1. o vereador da proteção civil não fez parte da mesa porquê?

  2. Por que Borges da Silva e ele estão em rota de colisão.

  3. e porque ambos os anonimos anteriores nada percebem de protocolo

  4. Lamentavelmente Borges da Silva, publicamente na última reunião de Camara disse que ia repensar a confiança politica do único socialista, a tempo inteiro, Alexandre Borges.
    Simplesmente miserável!!!

    • perfeitamente normal, é assim que funciona, o presidente tem o poder de nomear vereadores em regime de permanência e também retirar a qualquer momento esse regime; pode mesmo nomear a tempo inteiro os outros vereadores que fazem parte da câmara, incluindo os da oposição.

    • Bem respondido.Eu não diria melhor.

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies